Pesquisa Mafarrico

Translate

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

o julgamento para proibir o PC da Ucrânia

A declaração do deputado do PE do KKE 1 , Kostas Papadakis, sobre o julgamento para proibir o PC da Ucrânia


"Desta forma, eles demonstram que o povo ucraniano terá de enfrentar a continuação desta guerra fratricida no interesse dos imperialistas, bem como a nova escalada de medidas anti-operárias. Os comunistas estão na mira da classe burguesa, porque são os únicos em condições de lutar contra os violentos ataques antipopulares e a histeria nacionalista. Eles são os únicos que podem mostrar o caminho para sair da barbárie capitalista. A falsificação da história e as distorções gritantes em relação à contribuição dos comunistas e do socialismo não terão sucesso. "




O julgamento respeitante à proibição do Partido Comunista da Ucrânia começou na quarta-feira (4/2), em Kiev. Os acusadores do PC da Ucrânia nesse julgamento são o Ministério da Justiça da Ucrânia, o Ministério do Interior e a Agência Nacional de Informação. Acusam o PC da Ucrânia de “propaganda divisionista”. Atos semelhantes de perseguição contra os seus quadros e membros estão em marcha em todo o país, com base em acusações infundadas e insustentáveis, que são refutadas e expostas pelos quadros do partido. Um representante do KKE, Kostas Papadakis, membro do CC e deputado do Parlamento Europeu, assistiu ao julgamento, a convite do PC da Ucrânia. 

Na conferência de imprensa organizada pelo PC da Ucrânia para os média ucranianos, K. Papadakis observou o seguinte: 

“O julgamento de hoje, que continuará, é apenas uma parte de um conjunto de perseguições que está em marcha contra o PC da Ucrânia e também contra os seus membros e quadros individuais. A perseguição e as maquinações para proibir os comunistas e a sua atividade são inaceitáveis e condenáveis. Elas atacam os próprios cidadãos e os seus direitos. Os comunistas da Ucrânia deram uma grande contribuição para a luta do povo ucraniano, para todas as suas realizações, quer durante a grandiosa Vitória Antifascista dos Povos, quer durante os anos da construção do socialismo, assim como nos dias de hoje. 

Estes actos de perseguição são perigosos para o povo ucraniano e os povos como um todo. Indiciam tentativas de dar um novo impulso aos planos imperialistas na Ucrânia e em toda esta região. São planos que foram urdidos neste período pela UE, pelos EUA, a NATO, a classe burguesa da Ucrânia e o seu governo reacionário, que é apoiado por forças fascistas, no quadro da sua competição com a Rússia. 

Desta forma, eles demonstram que o povo ucraniano terá de enfrentar a continuação desta guerra fratricida no interesse dos imperialistas, bem como a nova escalada de medidas anti-operárias. Os comunistas estão na mira da classe burguesa, porque são os únicos em condições de lutar contra os violentos ataques  antipopulares e a histeria nacionalista. Eles são os únicos que podem mostrar o caminho para sair da barbárie capitalista. A falsificação da história e as distorções gritantes em relação à contribuição dos comunistas e do socialismo não terão sucesso.

O KKE manifesta mais uma vez a sua total solidariedade com o PC da Ucrânia e confirma que irá informar o povo grego desta ofensiva anticomunista. Através da sua intervenção no movimento operário e popular, no Parlamento e no Parlamento da UE continuará a denunciar e a lutar contra o anticomunismo. Só os povos podem impedir e neutralizar qualquer tipo de plano antipopular e, com a sua luta, assumirem o seu protagonismo.”



1 PE do KKE: Parlamento Europeu do Partido Comunista da Grécia. – [NT]



Fonte: PeloSocialismo



Mafarrico Vermelho

Nenhum comentário:

Postar um comentário