Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2009

INTERVENÇÃO DE NIKOS SERETAKIS, DELEGADO DO PARTIDO COMUNISTA GREGO (KKE), NO XIV CONGRESSO DO PCB

Imagem
INTERVENÇÃO DE NIKOS SERETAKIS, DELEGADO DO PARTIDO COMUNISTA GREGO (KKE), NO XIV CONGRESSO DO PCB

Em primeiro lugar, lhes trago a saudação fraternal e os melhores votos dos comunistas gregos para os maiores êxitos em seus trabalhos, conclusões e lutas.

Aproveitando essa ocasião queria compartilhar com vocês umas das nossas reflexões sobre um assunto que também lhes preocupa como nós, o tema do socialismo.

O 18º Congresso do KKE, celebrado em Atenas entre 18 e 22 de fevereiro de 2009, deu um significativo passo adiante na discussão teórica sobre as razões da contra-revolução na União Soviética e em outros países socialistas – iniciada, em nosso Partido, em 1995, com uma conferência nacional sobre o tema e nas pesquisas que seguiram.

A opinião do KKE é que a revitalização da perspectiva socialista é diretamente ligada à interpretação científica da derrota temporal do socialismo no século passado, um esforço necessário para todos os partidos comunistas.

Hoje em dia não é possível para um par…

Outros outubros virão!

Imagem
Outros outubros virão!

(Declaração Política do XIV Congresso do PCB)

Rio de Janeiro, outubro de 2009

Nascemos em 1922 e trazemos marcadas as cicatrizes da experiência histórica de nossa classe, com seus erros e acertos, vitórias e derrotas, tragédias e alegrias. É com esta legitimidade e com a responsabilidade daqueles que lutam pelo futuro que apresentamos nossas opiniões e propostas aos trabalhadores brasileiros.

Os comunistas brasileiros, reunidos no Rio de Janeiro, nos dias 9 a 12 de outubro, no XIV Congresso Nacional do Partido Comunista Brasileiro (PCB), avaliamos que o sistema capitalista é o principal inimigo da humanidade e que sua continuidade representa uma ameaça para a espécie humana. Por isso, resta-nos apenas uma saída: superar revolucionariamente o capitalismo e construir a sociedade socialista, como processo transitório para emancipação dos trabalhadores, na sociedade comunista.

Uma das principais manifestações dos limites históricos do capitalismo é a atual crise econômi…

BATTISTI: A SANHA REVANCHISTA DA DIREITA-I

Imagem
BATTISTI: A SANHA REVANCHISTA DA DIREITA-I

Dentre os que bateram palmas à violação, pelo STF, do asilo concedido a Cesare Battisti por Tarso Genro, ministro da Justiça, são muitos os que enchem a boca para reverenciar o Estado de Direito da Itália. Antes de mais nada, lembremos que antes de Tarso Genro, o presidente François Mitterand, que também tinha critérios humanitários, havia concedido asilo político a Battisti na França. Anos mais tarde, seu sucessor Jacques Chirac, um político de direita, cancelou o asilo a pedido do desclassificado Berlusconi.

Para que a discussão não se enrede em filigranas jurídicas, deixemos claro, desde logo, que o nervo da questão está nos chamados “crimes conexos”, muito discutidos entre nós, sob o epíteto “crimes de sangue”, por ocasião da luta pela anistia. Sobre eles incide a tentativa de desqualificar a motivação política dos autores de atentados terroristas. Deixemos também claro, entretanto, que não pensamos que basta alegar motivos políticos para m…

Manifesto em defesa do MST

Imagem
Manifesto em defesa do MST

Contra a violência do agronegócio e a criminalização das lutas sociais
Para subscrever esse manifesto,
clique no link
http://www.petition%20online.com/%20boit1995/%20petition.%20html

As grandes redes de televisão repetiram à exaustão, há algumas semanas, imagens da ocupação realizada por integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) em terras que seriam de propriedade do Sucocítrico Cutrale, no interior de São Paulo. A mídia foi taxativa em classificar a derrubada de alguns pés de laranja como ato de vandalismo.
Uma informação essencial, no entanto, foi omitida: a de que a titularidade das terras da empresa é contestada pelo Incra [1] e pela Justiça. Trata-se de uma grande área chamada Núcleo Monções, que possui cerca de 30 mil hectares. Desses 30 mil hectares, 10 mil são terras públicas reconhecidas oficialmente como devolutas e 15 mil são terras improdutivas. Ao mesmo tempo, não há nenhuma prova de que a suposta destruição de máquinas e eq…

Politica externa Brasileira: Como enfrentar o espectro de Bolívar?

Imagem
POLÍTICA EXTERNA BRASILEIRA: COMO ENFRENTAR O ESPECTRO DE BOLÍVAR?
Internacional
Nildo Ouriques*
Fundação Lauro Campos

A ação decidida do Brasil na reversão do golpe de estado em Honduras despertou a ira da direita brasileira que se apressou em condenar a falta de propósito e o risco implícito para a tradição de nossa política externa com a presença militante do presidente deposto Manuel Zelaya na embaixada brasileira em Tegucigalpa.

Não há dúvidas que as declarações do presidente Lula, do assessor especial para assuntos internacionais Marco Aurélio Garcia e do próprio chanceler Celso Amorim foram acertadas, enfáticas e, até certo ponto, surpreendentes. Mas elas indicam, realmente, uma mudança na linha tradicional da política externa brasileira?

O golpe que depôs o presidente Manuel Zelaya decorreu da ação direta da embaixada estadunidense em Honduras, com conhecidas e íntimas articulações com a elite empresarial e os militares hondurenhos. Tratava-se de um risco calculado, mas cujo objetiv…

Quando a guerra se torna paz, quando a mentira se torna verdade

Imagem
Obama e o Prémio Nobel:

Quando a guerra se torna paz, quando a mentira se torna verdade por Michel Chossudovsky

Quando a guerra se torna paz, Quando conceitos e realidades são invertidos, Quando a ficção se torna verdade e a verdade se torna ficção.

Quando uma agenda militar global é apregoada como um empreendimento humanitário, Quanto a matança de civis é anunciada como "dano colateral", Quando aqueles que resistem à invasão da sua pátria pelos EUA-NATO são classificados como "insurgentes" ou "terroristas".

Quando a guerra nuclear antecipativa é apregoada como auto defesa.
Quando técnicas avançadas de tortura e "interrogatório" são utilizadas rotineiramente para "proteger operações de manutenção da paz",
Quando armas nucleares tácticas são apregoadas pelo Pentágono como "inofensivas para a população civil circundante"
Quando três quartos do imposto federal sobre rendimentos dos EUA são atribuídos ao financiamento do que é eufe…

Comunicado do Comité Central do Partido Comunista Português

Imagem
Comunicado do Comité Central do PCP


O Comité Central do PCP, reunido a 13 de Outubro de 2009, procedeu à análise dos resultados das eleições para as autarquias locais, a uma breve avaliação sobre o ciclo eleitoral agora concluído e debateu as principais iniciativas e tarefas que a actual situação impõe na sequência da indigitação do primeiro-ministro, da próxima formação do governo e apresentação do seu programa. O Comité Central apreciou as principais linhas de intervenção para o prosseguimento da luta pela necessária ruptura e mudança e fixou as orientações que a curto prazo se colocam à intervenção política do PCP. O Comité Central debateu e fixou ainda as principais linhas de trabalho com vista ao reforço do Partido.

1. A importante votação alcançada – com um resultado de 10,7% para as Assembleias Municipais e uma votação global de 590 mil votos (ultrapassando para as assembleias de freguesia os 600 mil votos) e em particular a confirmação da maioria dos municípios onde detém a pre…