Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2014

Mobilizações tomam as ruas do Brasil no primeiro dia da Copa do Mundo

Imagem
Mobilizações tomam as ruas do Brasil no primeiro dia da Copa do Mundo
– Calendário das manifestações
por Marcela Belchior [*]A abertura da Copa Mundial FIFA 2014, que começa nesta quinta-feira, 12 de junho, no Brasil, será marcada por atos públicos em várias partes do país. A expectativa é de que haja mobilização em quase todas as 12 cidades-sede, algumas delas com maior articulação. A pretensão é estar presente nas FIFA Fan Fests, arenas de festas oficial do megaevento para transmissão de partidas e shows, e principais pontos das cidades.

A ideia é levar o debate sobre a série de violações da organização do evento à população e aos visitantes que chegam nesse momento ao país para acompanhar o Mundial. Estão previstos: distribuição de panfletos, passeatas, oficinas de cartazes, dentre outras ações.
Os manifestantes adiantam que deverão fazer atos pacíficos e garantem que a transgressão às regras da Federação Internacional de Futebol (FIFA) será palavra de ordem. "Vamos dialogar com …

As FARC-EP vencerão

Imagem
50 Anos de luta revolucionária pelo socialismo
por Pavel Blanco Cabrera*



"As FARC-EP têm a sua origem na realidade colombiana, nas contradições sócio-classistas que a exploração engendrará, a concentração da riqueza e da terra na minoria burguesa, que para manter os seus privilégios recorre à violência aberta, ao terrorismo de estado contra o povo, ao dia a dia do crime político, à posição definitiva da oligarquia para exercer o domínio. O assassinato de Gaitán e o Bogotazo, a violência da classe dominante originaram as guerrilhas liberais, que politicamente mostravam os seus limites, e levaram Manuel Marulanda e os seus compatriotas a ligar-se ao Partido Comunista Colombiano, a assumir a ideologia marxista-leninista e a fazer um trabalho de organização política e militar sempre vinculado aos camponeses, aos trabalhadores, ao conjunto do povo trabalhador."

Cumprem-se 50 anos de luta das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia-Exército do Povo, de pleno compromisso com a cau…

10 factos chocantes sobre os EUA

Imagem
10 factos chocantes sobre os EUA
António Santos

"Os EUA são o país do mundo com mais armas: para cada 10 americanos, há nove armas de fogo. Não é de espantar que os EUA levem o primeiro lugar na lista dos países com a maior coleção de armas. O que surpreende é a comparação com o resto do mundo: no resto do planeta há uma arma para cada 10 pessoas. Nos Estados Unidos, nove para cada 10. Nos EUA podemos encontrar 5% de toda a humanidade e 30% de todas as armas, qualquer coisa como 275 milhões."


1.Os Estados Unidos têm a maior população prisional do mundo, compondo menos de 5% da humanidade e mais de 25% da humanidade presa. Em cada 100 americanos um está preso. A subir em flecha desde os anos 80, a surreal taxa de encarceramento dos EUA é um negócio e um instrumento de controlo social: à medida que o negócio das prisões privadas alastra, uma nova categoria de milionários consolida o seu poder político
Os donos destes cárceres são também donos dos escravos que trabalham em fábr…

As 50 grandes corporações que controlam o mundo

Imagem
As 50 grandes corporações que controlam o mundo
por El País


"Um artigo do insuspeito El País com interessantes dados sobre o processo como, no quadro da crise sistêmica do capitalismo em curso, as megaempresas lutam pelo domínio de sectores estratégicos e aceleram o mercado de fusões e aquisições. Ou seja, de como a crise dá lugar a um processo de ainda maior centralização e concentração do capital, de crescimento do poder global do capitalismo monopolista de Estado."

A maior crise financeira desde o crack de 1929 sacudiu fortemente o mundo empresarial nos últimos anos. Entretanto, as grandes companhias mundiais conseguiram superar a tormenta e até saíram fortalecidas. Em alguns casos, como sucede com as tecnológicas Apple e Google, estes anos de crise coincidiram com a sua expansão e agora encontram-se em situação privilegiada para empreender operações corporativas. Em finais de 2007, a empresa da maçã contava com uma capitalização em Bolsa de 118.920 milhões de euros e não e…

o discurso insano

Imagem
o discurso insano
por Miguel Urbano Rodrigues
"A arrogante carta ao Presidente do TC exigindo uma aclaração do acórdão é um documento indecoroso que reflete bem o nível de degradação politica a que desceu a escória encastelada no poder.Os discursos pronunciados na Assembleia da Republica pelos deputados do PSD e do CDS na tentativa de justificarem o encaminhamento dessa carta desafiadora são esclarecedores da incompatibilidade da ménagerie de Passos & Portas com princípios universais do direito constitucional.O gesto deveria ter suscitado o repúdio generalizado da comunicação social. Mas isso não aconteceu."

Portugal é bombardeado diariamente com o discurso do primeiro-ministro.
É um discurso inconfundível, diferente de qualquer fala conhecida.
Não encontro para o qualificar palavra que me satisfaça.
Hipócrita? Irracional? São insuficientes para expressar o estilo, o objetivo e o conteúdo das suas arengas pomposas. É um discurso insano, neofascista, que inverte a realidade…

Brasil: A luta dos trabalhadores triunfa sobre o espectáculo

Imagem
A luta dos trabalhadores triunfa sobre o espectáculo
por James Petras

"O "pragmatismo" do Partido dos Trabalhadores significou aceitar as estruturas políticas, administrativas e regulamentares herdadas dos regimes neoliberais anteriores. Estas instituições eram permeadas por responsáveis corruptos ligados a empreiteiros de construção notórios por derrapagens de custos e longos atrasos em contractos com o estado. Além disso, a "pragmática" máquinas eleitoral do Partido dos Trabalhadores foi construída sobre comissões debaixo da mesa e subornos. Somas vastas foram desviadas dos serviços públicos para bolsos privados. Inchado pela sua própria retórica, Lula acreditou que a emergência económica do Brasil na cena mundial era um "negócio feito". Ele proclamou que os seus faraônicos complexos desportivos – os milhares de milhões de dinheiro público gastos em dúzias de estádios e infraestrutura custosa – "pagar-se-iam por si mesmos". "

Durante d…

Dia M

Imagem
Dia M por Jorge Cadima
"Há um fio condutor ligando directamente o nazismo ao ascenso fascista na Ucrânia em 2014, e esse fio passa pelos EUA, como é também relatado num artigo na revista The Nation (28.3.14) com o título «Sete décadas de colaboração Nazi: o segredinho sujo ucraniano dos EUA». A presença do fantoche Porochenko na Normandia é elucidativa da farsa monumental que foi o Dia M. E também da cada vez mais descarada deriva fascizante das classes dominantes euro-atlânticas."
A comemoração dos 70 anos do Dia Do desembarque dirigido pelos EUA na Normandia em Junho de 1944 – foi um colossal embuste. Foi o Dia M – de Mentira. No seu discurso, Obama conseguiu a proeza de não fazer uma única referência ao papel da URSS na derrota do nazi-fascismo na II Guerra Mundial. Pelo contrário, afirmou que «no final desse dia mais longo […] a Muralha de Hitler foi quebrada […]. Foi aqui, nestas costas, que a maré virou na luta comum pela liberdade». A verdade histórica inapagável é qu…

Fascismo: Um perigo real a tomar a sério

Imagem
Fascismo: Um perigo real a tomar a sério (*) (*) Artigo preparado pelo camaradaDomingos Abrantespara um jornal estrangeiro e que acabou por não ser publicado devido a inaceitáveis exigências de alteração.
"Os perigos de soluções antidemocráticas e fascistas não podem ser avaliados apenas, ou fundamentalmente, pelo número de organizações fascistas, sua influência e activismo, na medida em que estas organizações não passam da parte visível de um «icebergue» muito mais vasto, com extensões ao poder político e económico.
Os partidos de direita constituídos depois do 25 de Abril – Centro Democrático Social (CDS) e Partido Social Democrata (PSD) – absorveram grande número de elementos fascistas, reciclados de democratas. Ministros fascistas já integraram Governos do CDS, PSD e mesmo do Partido Socialista."

Em numerosos países e de forma particular nas cidadelas do capitalismo – Europa e América – multiplicam-se e ganham intensidade as organizações, manifestações e propaganda fascista…

O pesadelo Estado-unidense

Imagem
O pesadelo Estado-unidense
por ANDRÉ LEVY


O sonho americano – de que o trabalho árduo é recompensado com a oportunidade de prosperidade, sucesso e ascensão social – levou centenas de milhares de emigrantes a escolherem os EUA como destino. Muitos entraram pelo porto de Nova Iorque e foram recebidos pela Estátua da Liberdade, onde estão inscritos os versos de Emma Lazarus: «Venham a mim as multidões exaustas, pobres e confusas ansiosas pela liberdade. Venham a mim os desabrigados, os que estão sob a tempestade... Eu guio-os com a minha tocha.»
Hoje os EUA são um país com crescentes desigualdades económicas, alastramento de precariedade e exploração dos trabalhadores, constante erosão de direitos e benefícios sociais, e intensificação da subordinação do poder político às forças económicas. Cada um destas vertentes por si só seriam graves assaltos à democracia. A intensificação de todos eles em conjunto configura uma transformação qualitativa do carácter do regime, que vem sido prosseguid…

Ucrânia – retrato de um golpe de estado - Revanchismo neofascista e agenda imperialista

Imagem
Ucrânia – retrato de um golpe de estado - Revanchismo neofascista e agenda imperialista
por LUÍS CARAPINHA
"A situação evidencia a capacidade do imperialismo em instrumentalizar e tirar partido do sentimento de descontentamento instalado na sociedade ucraniana. Objectivamente, a insatisfação social acumulada não é desligável dos resultados desastrosos da restauração capitalista. A depressão económica que sucedeu ao desaparecimento da URSS atingiu níveis particularmente severos na Ucrânia. O PIB contraiu-se em -60% no final da década de 90 (comparativamente a 1990). Ao contrário de outras antigas repúblicas soviéticas, como a Bielorrússia, em 23 anos de independência a Ucrânia nunca recuperou o nível económico alcançado no quadro da URSS. O PIB de 2013 ascendeu apenas a cerca de 70% do valor do produto da Ucrânia soviética em 1990. As consequências sociais deste colapso marcam a Ucrânia contemporânea, em que avulta a elevada taxa de pobreza (das maiores na Europa) e desigualdade soc…

Portugal e a UE - Balanço e perspectivas

Imagem
Portugal e a UE - Balanço e perspectivas por MAURÍCIO MIGUEL
"A UE foi o projecto do grande capital para tentar resolver as crises cíclicas de sobreprodução do capitalismo no continente europeu, promovendo uma maior concentração e centralização da riqueza e da capacidade produtiva num centro cada vez mais integrado de países com produções de elevada incorporação tecnológica e procura na UE e no mercado mundial, a um tipo de especialização produtiva que remetia para países como Portugal o papel de «fornecedores de mão-de-obra», de produtores de produtos de baixa incorporação tecnológica e subcontratação, países «consumidores» onde a produção nacional foi substituída em sectores fundamentais por importações. Tal como o PCP denunciou, a criação e implementação da União Económica e Monetária (UEM) e do euro foi uma nova e importante etapa neste processo de domínio estratégico do grande capital e das grandes potências."
Quando Portugal foi associado ao processo de integração capita…