Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2015

O inevitável colapso econômico no Brasil... e no mundo

Imagem
O inevitável colapso econômico no Brasil... e no mundo por Alejandro Acosta

"O capitalismo se encontra em fase terminal, com várias pontes de safena. A estorinha do "empreendedor" que abria uma empresa para ganhar dinheiro é coisa de um passado remoto. Hoje é o assalto em larga escala dos cofres públicos e dificuldades crescentes para obter lucros a não ser por meio da especulação financeira ultra-parasitária ou o trabalho semi escravo."
"A especulação financeira atua como uma espécie de buraco negro ultra-parasitário que absorve todos os principais recursos. Se calcula que os bancos centrais das principais potências tenham injetado pelo menos US$ 12 trilhões desde 2008, nos Estados Unidos, na Europa, no Japão, na China, no Brasil, na Índia e na Rússia. Na realidade, tem sido muito mais. As taxas de juros zeradas ou negativas para as grandes empresas e as compras de títulos financeiros podres pelos governos continua alimentando a especulação em larga escala. Tod…

A conciliação de classes e a lei das terceirizações

Imagem
A conciliação de classes e a lei das terceirizações
por Justino de Sousa Junior




"O desastre político causado pelo lulismo, na medida em que sedimentou nas consciências ideias como as de que “em política tudo é igual”, “todos são iguais”, “todos mentem”, “todos são corruptos”, de que “não há saída ao capitalismo”, de que “antagonismo social não existe”, de que as “elites brasileiras não têm nenhuma responsabilidade pelos graves problemas sociais do país”, de que o “Brasil não sofre pressões imperialistas”; e consolidou a ideia da “centralidade do jogo político oficial”, ou seja, de que “todos os esforços devem ser canalizados para as disputas eleitorais”, etc., provocou impacto desastroso nos movimentos políticos dos trabalhadores, pois dividiu-os, fragmentou-os, silenciou-os, desvirtuou-os. Esse papel desempenhado pelo governo Lula representa uma herança ideológica e política terrivelmente danosa, e cujo refazimento precisará do trabalho duro de muitas gerações."

Quando Lula a…

E se Putin estiver dizendo a verdade?

Imagem
E se Putin estiver dizendo a verdade?
[*] F. William Engdahl – New Eastern Outlook, NEO
What if Putin is Telling the Truth?

Traduzido pelo pessoal da Vila Vudu


"Putin disse sem meias palavras que, pela avaliação dele, o ocidente só se daria por satisfeito se encontrasse uma Rússia fraca, sofrendo e implorando misericórdia ao oeste, o que, bem evidentemente, o país não está disposto a fazer. Adiante, pouco depois, o presidente russo disse, pela primeira vez publicamente, algo de que a inteligência russa já sabia há quase duas décadas mas mantivera em silêncio até agora, talvez com esperanças de uma era de relações mais normais entre Rússia e EUA. Putin disse que o terror na Chechênia e no Cáucaso russo no início dos anos 1990s foi ativamente apoiado pela CIA e pelos serviços ocidentais de inteligência, deliberadamente para enfraquecer a Rússia. Disse que os serviços de inteligência do Gabinete de Relações Internacionais da Rússia encontraram provas do papel clandestino dos EUA naquelas…

O AMBIENTE DENTRO DA NATO É DE CORTAR À FACA

Imagem
O AMBIENTE DENTRO DA NATO É DE CORTAR À FACApor José Goulão
"“Obama acobardou-se com o desfile na Praça Vermelha”, garante o mesmo general. “E não é apenas porque ao lado de Putin esteve o presidente chinês enquanto à frente deles desfilavam armas que são para levar muito a sério”, acrescenta. “O facto de aquele desfile ter demonstrado a possibilidade de se juntarem militarmente os países mais extensos e populosos do mundo como são a China, a Índia e a Rússia assustou Obama”, disse o general, “fê-lo sentir a urgência de apostar tudo na sua estratégia de pivot asiático”."
"O que provoca o mal-estar nas cúpulas da NATO não é tanto a correcção de rota que Obama e o Pentágono tentam fazer, mas sim a confirmação da advertência que muitos militares europeus fizeram em tempo útil de que o golpe e as medidas tomadas na Ucrânia estavam erradas de uma ponta à outra. Sendo que agora é muito mais difícil corrigir o erro, mesmo que haja vontade disso – o que não está ainda absolutame…

Brasil : O mundo-cão da mineração

Imagem
O mundo-cão da mineração
por Julio César de Castro
"Assim, quando a “crise” descortina o quadro da dura realidade brasileira, o que era vendido como mera “marolinha” pelo sarcasmo lulista e maquiado por inserções publicitárias, agora, passado o engodo das eleições, estão às claras os números econômicos avultados no país. E, como sempre, esse gerenciamento oficial de subservientes ao capitalismo impõe ao povo arcar com a conta dos desmandos e corrupção impunes em todas as esferas de governos."
Quando o desta terra – salve, salve Brasil! – reverencia o heroico Tiradentes por destemidamente enfrentar a Coroa Portuguesa, ante a exploração à larga da riqueza do solo brasileiro, para saciar a voracidade do poder econômico da Inglaterra, ainda hoje assistimos à classe de vassalos políticos e mercadores de toga conluiar-se com as transnacionais. Mesmo que isto implique “passar o trator” sobre direitos legais, sobre terras e casas de camponeses, desarranjar o ecossistema e aniquilar co…

EUA - Patologia da família branca rica

Imagem
EUA - Patologia da família branca rica[*] Chris Hedges, Truthdig
The Pathology of the Rich White Family


Traduzido pelo pessoal da Vila Vudu

"Famílias brancas ricas são também os matadores mais eficientes que há no planeta. É verdade há já 500 anos, começando na conquista da América e no genocídio contra os povos nativos norte-americanos, e continuando hoje, nas guerras dos EUA no Oriente Médio. As famílias brancas ricas não matam com as próprias mãos. Não precisam arriscar o próprio pescoço nas ruas das cidades nos EUA ou no Iraque. Mas contratam gente, quase sempre pobres, para matar por elas. Famílias brancas ricas queriam o petróleo do Iraque, ergueram bandeiras e entoaram slogans patrióticos, e assim arregimentaram legiões de crianças pobres para guerrear em nome delas e passar a mão nos poços de petróleo do Iraque. "
A patologia da família branca rica é das mais perigosas nos EUA. A família branca rica é amaldiçoada com excesso de dinheiro e privilégios. Não conhece nen…

AS CINCO DIFICULDADES PARA ESCREVER A VERDADE

Imagem
AS CINCO DIFICULDADES PARA ESCREVER A VERDADE
por Bertolt Brecht (*)
"Os que assim pensam, entendem o fascismo como um novo movimento, uma terceira força justaposta ao capitalismo e ao socialismo (e que os domina). Para quem partilha esta opinião, não só o movimento socialista, mas também o capitalismo teriam podido, se não fosse o fascismo, continuar a existir, etc. Naturalmente que se trata de uma afirmação fascista, de uma capitulação perante o fascismo. O fascismo é uma fase histórica na qual o capitalismo entrou; por consequência, algo de novo e ao mesmo tempo de velho. Nos países fascistas, a existência do capitalismo assume a forma do fascismo, e não é possível combater o fascismo senão enquanto capitalismo, senão enquanto forma mais nua, mais cínica, mais opressora e mais mentirosa do capitalismo."
Hoje, o escritor que deseje combater a mentira e a ignorância tem de lutar, pelo menos, contra cinco dificuldades. É-lhe necessária a coragem de dizer a verdade, numa altura…

Como combater a propaganda ocidental

Imagem
Como combater a propaganda ocidental
por Andre Vltchek [*]
"O Império perverte os factos. Ele repete mentiras nos seus alto-falantes e TVs. Ele grita-lhes milhares e milhares de vezes, até que afundem no subconsciente das pessoas, penetre a pele, espalhem-se através dos seus cérebros.
Boa vontade, honestidade ingênua, "falar a verdade ao poder", poderia isto mudar o mundo e o próprio poder? Duvido muito.
O Império e seu poder são ilegítimos e criminosos. Haverá qualquer sentido em falar a verdade a um gangster? Dificilmente! A verdade deveria ser falada ao povo, às massas, não àqueles que estão a aterrorizar o mundo.
Ao conversar com vilões, ao implorar-lhe que parem de torturar os outros, estamos a legitimar seus crimes e a reconhecer seu poder. Ao tentar apaziguar gangsters, as pessoas colocam-se a si próprias à sua mercê.
Recuso absolutamente ficar em tal posição! "

Primeiro eles fabricam mentiras monstruosas, depois dizem-nos que deveríamos ser objetivos! 
Será o amor…

Banco (Central) de Portugal - O Banco do Capital

Imagem
CGTP-IN analisa propostas do banco central Banco do capital
"o Banco de Portugal «pretende imiscuir-se em matérias que extravasam o seu âmbito e competências», quando se sabe que «não cumpre as suas funções de supervisão e regulação bancária, permitindo que acontecessem descalabros como os do BPN e do Grupo Espírito Santo, com enormes prejuízos para o erário público e para a população». Pelo conteúdo das propostas, o BdP «assume-se como caixa de ressonância dos interesses dos grandes grupos econômicos e financeiros e dos que, a pretexto do Tratado Orçamental e das chamadas “reformas estruturais”, visam dizimar os direitos laborais e sociais e aumentar a exploração dos trabalhadores»."Ao defender novos ataques legislativos a direitos fundamentais dos trabalhadores, o Banco de Portugal reflete os interesses dos grandes grupos econômicos e age como «lebre» da política de direita.
No artigo em destaque sobre «O mercado de trabalho português e a grande recessão», incluído no Boleti…

A imbecilidade mediática : Jornalismo lixo corporativo

Imagem
A imbecilidade mediática : O JORNALISMO LIXO CORPORATIVO  Resistir
"A farsa da morte bizarra do alto funcionário do governo norte-coreano durou pouco tempo, mas as mentiras e manipulações orquestradas pelo governo da Coreia do Sul com apoio da imprensa ocidental a serviço do imperialismo estadunidense não cessam, sendo necessário sempre esclarecer e desmentir esse tipo de "informação"." Os padrões de qualidade no jornalismo corporativo sempre foram baixos, mas agora degradam-se cada vez mais. E quando se trata da República Democrática e Popular da Coreia, a degradação atinge uma insânia vertiginosa: vale absolutamente tudo, qualquer estória, por mais descabelada e inverossímil que seja. 
A mais recente é a de que o ministro da Defesa teria sido executado publicamente (sic) "a tiro de canhão" (sic) por ter dormido durante um discurso do presidente (sic). Isso foi propalada por todo o mundo nos media que têm a pretensão de serem sérios, como o jornal do Belm…

Serás pobre

Imagem
Serás pobre
por Sandra Monteiro 


"É este admirável mundo novo da emigração, da precariedade, do biscate, do estágio perpétuo e do endividamento para poder trabalhar que facilita a aceitação de remunerações cada vez mais miseráveis. O exército de reserva dos desempregados é hoje inseparável do exército de reserva dos trabalhadores pobres e das remunerações baixas. As estatísticas que usamos durante décadas terão de ser muito afinadas para traduzirem bem as novas realidades que as políticas sociais e de emprego devem combater." "Regressemos à ideia de que as políticas atuais generalizam a pobreza, tanto de quem trabalha como de quem está desempregado, por via de uma atuação simultânea no mundo do trabalho e na proteção social no desemprego. Se existe alguma racionalidade individual – que não colectiva – em aceitar trabalhos miseráveis ("é melhor que nada"), é justamente porque esse "nada" foi fabricado, a montante, nas políticas sociais, pela crescente de…

A destruição do emprego - Um crime de lesa-pátria

Imagem
A destruição do emprego - Um crime de lesa-pátriapor Anselmo Dias
"O número total de desempregados tem de ter em conta esse valor acrescido daqueles que à data já estavam desempregados bem como de todos aqueles que, por razões demográficas, chegaram, quer ao patamar da população activa, quer aos inactivos. Se tivermos em conta todas estas variáveis concluiremos que o número total de desempregados não corresponde aos 698 300 «inventariados» pela engenharia estatística do Governo de Passos Coelho no final de 2014 mas sim a cerca de um milhão, ou para sermos mais precisos a 1 200 000 desempregados."
Não obstante as sucessivas alterações terem descaracterizado o texto inicial da nossa Constituição, a verdade é que – embora com os danos provocados pelas revisões promovidas pelo PS, PSD e CDS-PP –, ainda continua a contemplar normas associadas ao 25 de Abril e ao processo revolucionário que se lhe seguiu.
Uma dessas normas refere expressamente o «direito ao trabalho» e à obrigação …

Efemérides, mesquinhez e morte

Imagem
Efemérides, mesquinhez e mortepor José Goulão

"Para o senhor presidente Obama, celebrar a derrota do nazismo é desenvolver uma política de “polo asiático” que assenta na ressurreição do militarismo nacionalista nipônico; é dar largas ao revanchismo nazi na Europa manipulando o velho mas não gasto artifício propagandístico da “ameaça russa”. O senhor presidente Obama não vê qualquer defeito nesta estratégia. Afinal ele só manda matar."

Os russos ainda estão a enterrar os restos dos seus mortos, como aconteceu em quase mil funerais realizados há dias nos arredores de São Petersburgo, mas o senhor secretário-geral das Nações Unidas, a mando do senhor Obama, porque nada se passa no Palácio de Vidro sem o aval deste, foi celebrar a derrota dos nazis a Kiev na companhia dos novos nazis. Quero crer que o envio do pau-mandado Ban Ki-moon se deveu à falta de coragem do senhor Obama para assumir até ao fim a provocação que fez aos 25 milhões de mortos soviéticos, e também aos mais de 4…

Colômbia: A planificação do Terrorismo de Estado e a estratégia de confundir

Imagem
Colômbia: A planificação do Terrorismo de Estado e a estratégia de confundirpor Azalea Robles 
"Há uma lógica no Terrorismo de Estado: é que quanto maior tortura e degradação das vítimas, maior o alcance da "mensagem dissuasora" nas comunidades. A estratégia da dissuasão mediante o terror está teorizada nos manuais do exército: concebe-se a população como "o inimigo interno" e preconiza-se claramente o emprego de uma ferramenta paramilitar para realizar os massacres e torturas. O paramilitarismo foi preconizado para a Colômbia desde a missão estado-unidense Yarborough e reiteradamente apoiado até os nossos dias. A ferramenta paramilitar é adestrada para torturar e treinada por (de)formadores dos EUA e Israel, como o mercenário Yair Klein . Trata-se de perpetrar Crimes de Estado como aquele contra a menina Alida Teresa Arzuaga, de 9 anos, violada e assassinada para torturar seu pai (preso político), ao mesmo tempo que se injecta medo na oposição política; ou com…

CHAMA-SE A ISTO DEMOCRACIA

Imagem
CHAMA-SE A ISTO DEMOCRACIA
por José Goulão
"Chamam democracia a este sistema designado uninominal maioritário a uma volta, mas ele nada tem de democrático. O Parlamento não representa as vontades manifestadas pelo corpo eleitoral, transforma pouco mais de um terço dos votos (36,9% foi quanto tiveram os conservadores) numa maioria absoluta. Chama-se a isto “estabilidade”. Aliás, para que conste, ele foi inventado pelos conservadores britânicos para se garantirem no poder transformando maiorias simples em maiorias absolutas. Nos tempos que correm, caso não haja maioria absoluta, como os dois maiores partidos conseguem 87% dos lugares com 66% dos votos, e lêem ambos pela mesma cartilha económica, teremos uma espécie de partido único institucionalizado. Mais “estabilidade” não é possível." Cada deputado conservador da elegante maioria absoluta que compõe agora o Parlamento de Sua Majestade custou 34244 votos de suor ao denodado Cameron, esse produto com a legítima e legitimada cha…

A vitória deles e a nossa

Imagem
y A vitória deles e a nossa
por João Vilela

"O rearmamento teórico da classe trabalhadora, para enfrentar a vaga reacionária que se vai abater sobre ela nos próximos tempos tem um exemplo elucidativo na vitória soviética: só poderá contar com ela mesma, e qualquer confiança em sectores da burguesia será atraiçoada na primeira esquina, assim que os motivos conjunturais que ditaram a amizade de circunstância tenham passado. Nunca confiar na burguesia. Aliar-se sempre com autonomia em relação à burguesia. Nunca aceitar a hegemonia da burguesia numa aliança. E assentando nas suas próprias forças, determinada, organizada, mobilizada para a vitória, a classe trabalhadora derrotará, como já derrotou, todas as SS, todos os Marines, toda a repressão que a burguesia faça desabar sobre ela."
É razoavelmente pacífico afirmar que a II Guerra Mundial, cujo fim na frente europeia se celebra por estes dias, foi essencialmente uma guerra dupla, se não mesmo duas guerras em uma só, qu…

16 sinais de que a economia dos EUA está encalhada

Imagem
16 sinais de que a economia dos EUA está encalhada
– Evidências empíricas de que a próxima retracção já começou
por Michael Snyder
"O produto interno bruto entre Janeiro e Março cresceu a uma taxa anualizada de 0,2 por cento, disse o Departamento de Comércio, incluindo a imagem de uma economia a travar drasticamente depois de acelerar demasiado no ano passado. O ritmo caiu bem abaixo da marca dos 1 por cento antecipada por analistas e assinala o trimestre mais fraco em um ano."


Se o crescimento econômico dos EUA cair um pouco mais, estamos oficialmente a ir para o território da recessão. Na quarta-feira disseram-nos que o PIB dos EUA cresceu 0,2% em taxa anual no primeiro trimestre de 2015. 
Esta taxa é muito menor do que tudo o que os "peritos" estavam a projectar. E naturalmente há toda a espécie de questionamentos sobre se os números do PIB que o governo nos fornece são legítimos. Segundo John Williams, de shadowstasts.com , se fossem utilizados números honestos ele…

O choque petrolífero de 2014-15

Imagem
O choque petrolífero de 2014-15
por RUI NAMORADO ROSA

"A decisão da OPEP, em Novembro de 2014, de manter o seu volume de produção, alegando pretender segurar os seus mercados, ainda que o preço permaneça depreciado abaixo de $60/b, assim tolerando os consequentes danos financeiros e tensões sociopolíticas nos próprios países que a integram, quer dizer que essa decisão não poderá ser mantida por muitos meses, ou não por todos os seus membros. E quer também dizer que visa atingir países terceiros, por razões econômicas ou políticas. As razões econômicas incluem eliminar novos produtores que pretendem afirmar-se a custos de produção mais elevados; caso os produtores de recursos fósseis «não convencionais» – designadamente os shale e tight nos EUA, os extrapesados do Canadá e Venezuela, o polar da Rússia, o offshore profundo nas margens das bacias do Atlântico e Índico. E bem assim, tentar travar as indústrias que inovam na expansão de fontes de energia alternativas – renováveis e nucl…

Um preso político no Brasil democrático

Imagem
Um preso político no Brasil democrático por Anne Vigna




Detido desde dezembro de 2014 por ter participado dos protestos durante a Copa do Mundo, Igor Mendes é considerado preso político pela ONG Tortura Nunca Mais; há mais 23 réus no processo cheio de falhas e lacunas
Três jovens do Rio de Janeiro foram agraciados este ano com a Medalha Chico Mendes de Resistência, concedida tradicionalmente no dia 31 de março pela ONG Tortura Nunca Mais. Assim como os combatentes das ditaduras do Cone Sul, também homenageados com a medalha, esses jovens, representados por suas mães na cerimônia, foram vítimas da violência do Estado – agora em regime democrático. Dois deles foram assassinados por policiais da UPP Manguinhos; o terceiro, Igor Mendes, está em uma cela no presídio de Bangu. Os três casos ainda estão em julgamento.
Jandira Mendes, mãe de Igor, recebe a Medalha Chico Mendes de Resistência ao lado de José Pimenta, do Centro Brasileiro de Solidariedade aos Povos (Cebraspo). Foto: Anne Vigna
O re…

Para que nunca mais aconteça

Imagem
Para que nunca mais aconteçapor Ângelo Alves
"Cerca de metade das vítimas da II Guerra Mundial foram soviéticos. Não há revisionismo histórico que possa apagar esta realidade. Não há operações de reescrita da História que possam eliminar factos como o de ter sido o Exército Vermelho a combater sozinho em 1942 cerca de 98 por cento da força militar nazi-fascista, na Frente Leste. Não há anticomunismo que permita retirar da realidade histórica a resistência heróica do povo e do exército soviético, como durante os 872 dias de cerco a Leningrado. Não há mentiras ou ocultações que apaguem da História o papel determinante das grandes batalhas como a de Stalinegado – que marcaria definitivamente a viragem na guerra e o início da impetuosa contra-ofensiva soviética – ou a de Kursk, «a maior batalha da História», onde foram eliminadas 50 divisões do exército nazi-fascista. Não há deturpação histórica que faça esquecer que o desembarque na Normandia pelas forças britânicas e norte-americana…

Ucrânia : Odessa não esquece

Imagem
Odessa não esquece
por Luís Carapinha

"Indubitavelmente a matança por muitos apelidada de Khatyn de Odessa, em referência à aldeia bielorrussa incendiada em 1943 pelos nazis, exibe as marcas do regime antidemocrático e terrorista no poder em Kiev, graças ao apoio dos EUA e UE."

Cumpriu-se o primeiro aniversário dos sangrentos acontecimentos de 2 de Maio em Odessa que culminaram com o incêndio e a chacina na Casa dos Sindicatos, ceifando a vida de mais de 40 antifascistas ucranianos. A funesta data foi assinalada sob mordaça e forte aparato militar na cidade herói do Mar Negro, de reconhecidas tradições revolucionárias – por ali passou a revolução russa de 1905-07 e após a Revolução de Outubro, em Janeiro de 1918, foi proclamada a efémera República Soviética de Odessa. Sinal dos tempos que a Ucrânia atravessa, pela primeira vez desde o fim da II Guerra não se realizou a tradicional manifestação do 1.º de Maio. 
Ainda assim, tiveram lugar concentrações que reuniram comunistas e …

"Quo vadis", Europa?

Imagem
"Quo vadis", Europa?por ANTÓNIO AVELÃS NUNES
"Na verdade, é de ‘guerra’ que se trata quando os estados mais fortes e mais ricos da Europa humilham os povos dos países mais débeis, ‘castigando-os’ em público com ‘penas infamantes’ e condenando-os a um verdadeiro retrocesso civilizacional em nome da verdade dos ‘catecismos’ neoliberais impostos pelo grande capital financeiro. Sob a capa de soluções ‘técnicas’, o chamado Tratado Orçamental constitui um verdadeiro «golpe de estado europeu» (R.-M. Jennar), que dá corpo a uma visão totalitária que suprime o que resta das soberanias nacionais, ignora a igualdade entre os estados-membros da UE, ofende a dignidade dos chamados ‘povos do sul’ e dos seus estados, e aponta para a colonização dos pequenos países pelos grandes."
A intensificação da exploração capitalista e a limitação e repressão crescentes de direitos e liberdades fundamentais conquistados por décadas de duras lutas populares, são duas faces da mesma moeda. O de…

A voz do dono torna a censura obsoleta

Imagem
A voz do dono torna a censura obsoleta
por Manuel Augusto Araújo [*]

"As diferenças entre órgãos de comunicação mais sérios ou mais populares são variações de estilo, variantes do mesmo estado das coisas. Biombos que, quando retirados, mostram uma obscena uniformidade. Uniformidade que se estende das peças jornalísticas às de opinião, com os comentadores escolhidos a dedo. Aqui, há que fazer uma nota às condições de trabalho dos jornalistas que se degradaram e continuam a degradar brutalmente. Precariedade, despedimentos, utilização de trabalho dos estagiários gratuito ou quase, a porta da rua sempre aberta, imposição de critérios editoriais condicionados aos interesses dos patrões, os partidos dos patrões, do absolutismo do pensamento dominante, retiraram e retiram, progressivamente, a autonomia jornalística.""Diariamente, o mundo é bombardeado por mentiras propaladas por essa gente que se apresenta, como se pode ler na referida carta, como os cruzados na defesa desse be…