Pesquisa Mafarrico

Translate

sábado, 30 de abril de 2011

Chavez entrega Becerra ao fascismo Colombiano

Chavez entrega Becerra ao fascismo Colombiano


A decisão do governo venezuelano de entregar às autoridades do criminoso regime colombiano o jornalista Joaquín Pérez Becerra, director da agência ANNCOL, é um gesto que suscita as maiores preocupações. Em primeiro lugar pela ameaça que assim passa a pesar sobre a sua integridade física e a sua vida às mãos de um regime para o qual o assassínio de opositores é prática corrente. Em segundo lugar pela atitude política que esta entrega manifesta. Todos aqueles que têm visto no processo bolivariano da Venezuela razões de esperança num contributo para a emancipação nacional e anti-imperialista dos povos latino-americanos só podem encarar com profunda apreensão este gesto. Não pode bater-se coerentemente pela emancipação do seu povo quem pactue desta forma com regimes que exercem a mais bárbara opressão sobre os seus próprios povos.


 

sexta-feira, 29 de abril de 2011

A infância roubada nas ruas de Recife-Brasil

Meninos de rua no Recife

Por Urariano Mota

 


Nota do Mafarrico - Impossível não lembrar do Fidel e de Cuba, quando afirmou... 
" Esta noite milhões de crianças dormirão ao relento, nenhuma delas é Cubana."

Publicado em 27/04/2011 por Urariano Mota

Recife (PE) - As cidades se revelam mais nuas quando amanhecem. Há seis anos, quando eu caminhava às 6 da manhã pelo centro da cidade, pude notá-los. Os seus corpos enchiam a paisagem das ruas e avenidas do Recife. Amontoavam-se, como se, enfileirados, tangidos pela ordem do acaso, estivessem dispostos como cadáveres.

quinta-feira, 28 de abril de 2011

CDU - Compromisso eleitoral PATRIÓTICO e de ESQUERDA


Aumenta pressão especulativa sobre a Grécia

FMI arruína Grécia

Colapso iminente

Um ano após o governo grego ter colocado o país nas mãos do FMI e das instituições europeias, a situação financeira não só não melhorou como, pelo contrário, aumentaram os riscos de bancarrota.


Quando pediu «ajuda», o governo social-democrata justificou-se com taxas de juro incomportáveis que na altura atingiam os 10,2 por cento. Porém, na semana passada, dia 21, os empréstimos a dois anos alcançaram a extraordinária taxa de 23 por cento, na sequência da divulgação de um rumor sobre um iminente pedido de renegociação da dívida por parte de Atenas.

A agressão contra a Líbia já está a avançar para uma guerra aberta de ocupação

Uma Quadrilha Internacional

Por Rui Paz



Inicialmente apresentada como uma missão de «protecção da população civil» através do estabelecimento de uma zona de «exclusão aérea», a agressão contra a Líbia rapidamente se transformou numa operação militar de ataque contra alvos no solo e já está a avançar para uma guerra aberta de ocupação com a utilização de armas provenientes das potências da NATO e a presença activa de mercenários disfarçados de conselheiros militares.

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Os meninos com " ejaculação precoce" da LIT ( PSTU/ FER-Ruptura) uivam e vociferam contra Cuba Socialista

Os meninos da LIT ( PSTU / FER-Ruptura ) e a " ejaculação precoce" do esquerdismo infantil anti-Cuba.

Quando meias palavras transformam uma meia verdade em mentira
Por Maria Fernanda Araújo e Otávio Marhofer Dutra*


Em resposta ao texto: “Vamos cercar de solidariedade os trabalhadores e o povo cubano” publicado pela LIT-QI e pelo PSTU.


Somos estudantes brasileiros em Cuba, país irmão no qual vivemos há quatro anos, e escrevemos este texto a fim de solidarizar-nos verdadeiramente com nossos hermanos e de contribuir sobre a reflexão quanto ao processo revolucionário cubano.

Confessamos que num primeiro momento a leitura do referido texto causou tamanha indignação, diante de tantos equívocos e disparates sobre uma realidade a qual estamos tendo a incrível oportunidade de vivenciar. No princípio, nos questionamos sobre as reais intenções deste texto. Longe de ser uma análise concreta sobre a realidade cubana, acreditamos que o texto da LIT não supera uma visão superficial, fragmentada e idealista de um complexo processo, impossível de compreender em poucos dias de viagem pelos rincões turísticos do país.

Essa é uma questão fundamental: para realizar qualquer discussão ou análise sobre a Revolução Cubana é necessário antes despir-nos de dogmas e preconceitos, compreendendo-a por si própria em sua diversidade. Os únicos pressupostos pelos quais devemos orientar-nos são que a realidade é dialética, e portanto contraditória e dinâmica, de maneira que toda transformação contém elementos do passado e embriões do futuro; e que é necessário ser radical, ou seja, compreender seus problemas a partir das suas raízes.

Miséria humana......como podemos ficar impassíveis e deixar esse flagelo da fome atingir nossos irmãos/irmãs e nossas crianças

Subida do preço dos alimentos é ameaça
Milhões à beira da pobreza extrema

Uma subida de 10 por cento no preço dos alimentos pode empurrar mais dez milhões de seres humanos para a pobreza extrema, admitiu o presidente do Banco Mundial, Robert Zoellick, à margem do fórum da Primavera da organização. Uma subida em 30 por cento teria com o consequência mais 34 milhões de novos pobres, estima-se.

terça-feira, 26 de abril de 2011

CHÁVEZ ENTREGA MILITANTE AO ESTADO TERRORISTA COLOMBIANO, PERDE A CONFIANÇA DA ESQUERDA E NÃO GANHARÁ A DA DIREITA

CHÁVEZ ENTREGA MILITANTE AO ESTADO TERRORISTA COLOMBIANO, PERDE A CONFIANÇA DA ESQUERDA E NÃO GANHARÁ A DA DIREITA

(NOTA POLÍTICA DO PCB)


O Partido Comunista Brasileiro (PCB) manifesta sua indignação com a recente detenção, em Caracas, do militante colombiano Joaquim Pérez Becerra, quando chegava de um vôo procedente da Alemanha, e sua posterior extradição ilegal e ignóbil para a Colômbia.

Ex-vereador da União Patriótica no município de Corinto, Estado de Valle Cauca, e um dos poucos sobreviventes do extermínio de mais de 5.000 militantes dessa organização, promovido nos anos noventa pelo estado terrorista colombiano, Perez foi obrigado a fugir das perseguições na Colômbia e se exilar na Suécia. Sua esposa foi seqüestrada pelos grupos paramilitares. Atualmente, Pérez é diretor do portal de notícias ANNCOL, especializado em informações alternativas sobre a luta do povo colombiano.

Nas FARC não temos alma de traidores, mas de patriotas e revolucionários. Temos lutado e continuaremos nisso com valor, entrega e sacrifício até derrotar esse regime podre das oligarquias e construir outra ordem social

MARINELLY HERNÁNDEZ OROZCO, PRISIONEIRA DE GUERRA, SE DECLARA EM RUPTURA ANTE O JUIZ PENAL DO CIRCUITO ESPECIALIZADO DE QUIBDÓ.

MARINELLY denuncia que como represália por ter ingressado nas FARC, ... o exército, em conturbemo com os paramilitares, assassinou seu pai.

Por Traspasa los Muros.

O passado 6 de abril de 2011, MARINELLY HERNÁNDEZ OROZCO, insurgente das FARC -EP e Prisioneira de Guerra do Estado Colombiano, foi conduzida pelo INPEC à audiência pública citada pelo Juiz Penal do Circuito Especializado de Quibdó, dentro do processo No. 2010002000.

MARINELLY, de 33 anos de idade, membro de uma família campesina humilde, da vereda Água Bonita do Município de São Rafael do Departamento (estado) de Antioquía, logo de ser apresentada em audiência manifestou ao juiz que se “declarava em ruptura”, por considerar a inexistência de garantias ao devido processo e, por desconhecer como autoridade o Estado colombiano, procedendo a entregar uma escrita, na qual sustentava sua declaração e, renunciou a qualquer tipo de defesa, manifestando textualmente “NÃO NECESSITO NENHUMA DEFESA, POIS NÃO COMETI DELITO ALGUM, ME DECLARO EM RUPTURA COM O ESTADO COLOMBIANO E SUAS LEIS ANTI-POPULARES E INJUSTAS, TENHO SIDO UMA LUTADORA DO POVO”.

Em Portugal, se tudo correr bem na ótica do PS, PSD e CDS - Os banqueiros «ajustarão» contas com o povo, o Estado continuará a albergar ladrões e a roubar dinheiro aos pobres e aos velhos, bem como o futuro às novas gerações

Disparemos as armas do nosso arsenal …

Por Jorge Messias «A Moral tem sido sempre uma moral de classe… e vemos que na sociedade burguesa actual os homens vivem dominados pela ética das condições económicas por eles próprios criadas. Isto é a base efectiva da religião que não pode, entretanto, impedir as crises, nem salvaguardar cada capitalista das perdas, das dívidas e da bancarrota, nem imunizar os operários das consequências da paralisação do trabalho e da miséria... Para isso é preciso, antes de tudo, uma Revolução Social!» – Marx, Engels, «Anti-Duhring».




O governo português de Sócrates (ou, mais exactamente, um caricato agrupamento servil) acaba de anunciar que, contra os ventos e marés da clara vontade popular, decidiu estender a mão à caridade dos banqueiros mundiais. Nenhum português parece ter ficado surpreendido. Tal como seria de esperar, terminou em farsa a encenação da nova versão do orgulhosamente sós repescada da propaganda fascista. A verdade veio à tona de água.


segunda-feira, 25 de abril de 2011

EUA financiam oposição Síria

EUA financiam oposição síria

Documentos revelados pela Wikileaks acusam



«Grupos armados estão a semear o caos na Síria, dizem as autoridades»
 
Dois textos confidenciais atribuídos ao departamento de Estado dos EUA indicam que Washington financia grupos da oposição síria e um canal de televisão com o intuito de derrubar o presidente Bashar Al-Assad.
 
As informações publicadas na edição de segunda-feira do Washington Post revelam os vínculos que o governo norte-americano mantém, desde 2006, com uma emissora satélite com sede em Londres, a Barada, cujas transmissões se iniciaram em Abril de 2009, e com grupos que têm como objectivo provocar a queda do regime liderado por Al-Assad.

A outra face da NATO/ OTAN

A outra face da NATO/OTAN

Por Rui Namorado Rosa
A NATO é o principal braço armado do imperialismo. Mas os meios que utiliza não se resumem às agressões militares abertas. Tem também um longo e criminoso currículo de organização de grupos clandestinos e acções secretas de carácter terrorista e fascista.


Todos nós já vivemos um lapso de tempo durante o qual numerosos sucessos conduziram a conflitos armados em quase todas as partes do mundo. A génese desses conflitos tem sido quase sempre intrigante. As notícias sobrecarregadas de imagens e as análises convertidas em propaganda, com suas doses de racionalidade e de emoção, as mensagens subliminares que circulam, a avalanche de factos e mensagens que nos submerge, anestesiam o observador que de cidadão corre o risco de ser convertido em espectador.

Para que o povo Portugues não tenha memória curta....VIVA O 25 DE ABRIL !!!


Monumento em homenagem ao 25 de abril - São Paulo- Brasil

" Éramos pobres e ridículos no tempo da Ditadura Fascista Salazarista. Com os (des)govêrnos do PS , PSD e CDS-PP , infelizmente , continuamos ridìculos  além de pobres".

Com a aplicação de medidas do Orçamento de Estado que o PS e o PSD impuseram ao país, a situação agravou-se. Os trabalhadores viram seu salário roubado, os preços dos bens e serviços essenciais aumentaram, os cortes nas prestações sociais como o abono de família atingiram milhões de famílias.

Uma violenta ofensiva feita em nome do " combate ao défice " e para "acalmar os mercados", quando na verdade, se trata de mais um ataque aos direitos de quem trabalha e produz riqueza, para servir os lucros e previlégios dos grupos econômicos e financeiros.


quinta-feira, 21 de abril de 2011

Um olhar sobre a agricultura e o ambiente

Em Portugal, desde a adesão à CEE/UE, foram liquidadas centenas de milhares de explorações agrícolas

Por João Ferreira  



A agricultura, como qualquer outra actividade humana, pressupõe uma interacção entre o homem e a Natureza.

O homem é parte integrante da Natureza e age sobre ela, sobre os seus recursos e elementos constituintes – água, solo, seres vivos. É através do seu trabalho, da acção criadora sobre estes recursos, que o homem satisfaz necessidades básicas, como a da alimentação, e outras.

Ao agir sobre a Natureza, o homem modifica-a. Molda-a. A Natureza produz, também ela, efeitos sobre o homem, que dela é parte integrante. Entre ambos estabelece-se uma relação dialéctica, em que ambos se influenciam mutuamente.

A emergência das primeiras sociedades produtoras, no Neolítico, marca uma mudança qualitativa importante na relação do homem com a Natureza. O homem deixa de ser apenas um caçador-recolector, como até aí, e passa a domesticar plantas e animais, servindo-se da combinação de diferentes recursos naturais para, através do seu trabalho, satisfazer as suas necessidades de alimentação e outras.

Na história do FMI destaca-se a simpatia por ditaduras fascistas e tiranias militares

O FMI para leigos
Por Filipe Diniz

Fonte: Avante!
 
O Mafarrico Vermelho



Façamos uma espécie de ficha.

O FMI é uma estrutura de coordenação financeira do grande capital transnacional. O seu objectivo declarado é uma quadratura do círculo: o capitalismo pretenderia, com a sua criação, estabilizar o seu sistema monetário e preservá-lo das crises cíclicas do capitalismo.

Os países membros têm direito a voto na proporção da sua contribuição para o Fundo. Os 10 maiores contribuintes – EUA, Japão, Alemanha, Reino Unido, França, Itália, Arábia Saudita, R. P. China, Canadá, Rússia – representam 55,3% da capacidade total de votos. De todos os países membros do seu conselho executivo, apenas um tem direito de veto – os EUA.

quarta-feira, 20 de abril de 2011

A intervenção latino-americana no Haiti

A intervenção latino-americana no Haiti

Raúl Zibechi - Rebelión


Em 25 de março, na sede do Sindicato dos Trabalhadores do CASMU – AFCASMU – em Montevidéu, a Coordenadora pelo retirada de tropas do Haiti realizou um debate sobre a situação atual na república do Haiti e a presença de tropas uruguaias naquele país.

A exposição central estava a cargo de Raúl Zibechi, periodista do semanário Brecha. Publicamos aqui a sua intervenção – que introduz novos temas no debate – para ser difundida amplamente.

A intervenção da MINUSTAH no Haiti, ou seja a intervenção militar no país, é um divisor de águas na história recente do continente. O habitual, há cinco séculos, é a intervenção de potências do Norte, Europa primeiro, logo depois EUA, que costumavam invadir, colonizar e dominar os territórios do que hoje conhecemos como América Latina. Se contam às dezenas, talvez centenas, as ocupações, agressões e ataques que sofreram os mais diversos países de nosso continente. É a história do colonialismo e do imperialismo.

terça-feira, 19 de abril de 2011

Aleka Papariga: .... Nenhuma versão alternativa de gestão do sistema capitalista pode negar a barbaridade da exploração de classe


Aleka Papariga - PC Grego


Saudação da Secretária-geral do CC do KKE Partido Comunista Grego, Aleka Papariga, no Encontro com representantes ao Congresso
da Federação Sindical Mundial

...a realidade mostra que um movimento pode cansar-se facilmente, pode ser assimilado ou vergado, quando é estrategicamente limitado a uma luta por algumas reivindicações defensivas, num período em que estão a ser abolidos todos os direitos conquistados ou concedidos. Deste modo, o movimento sindical está em perigo de ser conduzido ao desprezo e ao descrédito ou de, eventualmente, perder o seu caráter de luta e tornar-se completamente degenerado [...] A questão do poder político para a classe operária e os seus aliados deve ser assumida pelo próprio movimento operário, não de forma voluntarista ou como um slogan, mas de forma planificada, tendo em conta a experiência das massas.

Em 7 de abril, os mais de 800 delegados do 16.º Congresso da Federação Sindical Mundial (FSM), que está a decorrer em Atenas, visitaram a sede do CC do KKE.

Um grande acontecimento internacionalista ocorreu na sala de congressos do CC do KKE, que foi sacudida por canções operárias revolucionárias de todo o mundo.

As medidas selvagens do PEC IV foram-lhe ditadas em Berlim pela chanceler Merkel. Na prática o FMI já está em Portugal


Assombrando Portugal: sombra de sócrates( o lacaio) e Merkel ( a patroa)
 Portugal na beira do abismo

Por Miguel Urbano Rodrigues


Somente a mobilização das massas pode abalar as bases da ditadura da burguesia de fachada democrática que oprime o povo português


O povo português elegerá os 230 deputados de uma nova Assembleia da República a 5 de Junho.

O presidente Cavaco Silva dissolveu o Parlamento após a demissão do governo de José Sócrates, tornada inevitável pela rejeição do seu IV Plano de Estabilidade e Crescimento (PEC). O nome é enganador porque as medidas previstas pelo PEC, reforçando cortes salariais e ferindo conquistas históricas dos trabalhadores, tinham suscitado indignação popular.

Questões Sindicais - Federação Sindical Mundial

Questões Sindicais -16º Congresso da Federação Sindical Mundial (FSM)

Estamos muito conscientes do facto de que o modo de produção capitalista não pode oferecer nada mais do que barbárie. [...] A nossa resposta é clara. Seguimos o caminho da luta de classes, contra o imperialismo e o capital. Por um mundo sem exploração do homem pelo homem. Por um futuro que pertencerá ao povo trabalhador


16º Congresso da Federação Sindical Mundial (FSM):
Contribuição internacionalista de classe para o movimento sindical mundial
Com a participação de 828 representantes de 104 países.

No dia 6 de Abril, no estádio de Tae Kwo Do, teve lugar a grande cerimónia de abertura do 16º Congresso da Federação Sindical Mundial (FSM), que se realizou nos dias 6 a 10 de Abril, em Atenas.

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Se passássemos por uma peneira os nomes dos que dominam os centros de decisão da actual pseudodemocracia portuguesa, veríamos como grande parte deles se encontram associados ao Opus Dei, à Maçonaria, aos grupos financeiros, aos off-shores ou mesmo aos tráficos mais mafiosos

Da missa cantada à paz das catacumbas

Por Jorge Messias



O povo a que pertencemos habita actualmente uma casa europeia em ruínas. Os construtores foram emudecendo desde que as primeiras telhas começaram a cair. Já quase não se ouvem as suas «lengas-lengas»: as graças pelos milagres da economia; os louvores à globalização do capital; o progresso e a retoma como factores da diminuição do fosso entre pobres e ricos, alcançados por magia pelos tecnocratas. Agora podemos compreender que a História evolui nos seus tempos próprios e não naqueles que nós próprios desejamos. Vivemos o fascismo, suspirámos por um «25 de Abril» democrático, pelo fim das guerras coloniais. Pareceu-nos então ter alcançado essas metas libertadoras.

domingo, 17 de abril de 2011

O Melhor e mais inteligente

O melhor e mais inteligente

Extraído do CubaDebate
Reflexões de Fidel


ONTEM, por razões de espaço e tempo, não disse uma só palavra do discurso proferido por Barack Obama, na segunda-feira 28, a respeito da guerra na Líbia. Eu dispunha de uma cópia da versão oficial, fornecida à imprensa pelo governo dos Estados Unidos. Havia sublinhado algumas das coisas que ele afirmou. Voltei a revê-lo e cheguei à conclusão de que não valia a pena gastar demasiado papel no assunto.

Lembrava o que me contou Carter quando nos visitou em 2002 sobre o cultivo de florestas nos Estados Unidos, visto que ele possui uma plantação familiar no estado de Atlanta. Nesta visita, perguntei- lhe de novo sobre aquela cultura e disse-me novamente que planta os pinheiros a uma distância de 3 por 2 metros, que equivalem a 1.700 árvores por hectare, e a colheita se realiza 25 anos depois.

Há muitos anos li que o The New York Times, numa edição dominical, consumia o papel extraído do corte de 40 hectares de floresta. Portanto, explica-se minha preocupação pela poupança de papel.

Com certeza, Obama é um excelente articulador de palavras e frases. Poderia ganhar a vida escrevendo anedotas para crianças. Conheço seu estilo porque o primeiro que li e sublinhei, muito antes de que assumisse a presidência, foi um livro intitulado os "Sonhos do Meu Pai". Fi-lo com respeito e, pelo menos, consegui apreciar que seu autor sabia escolher a palavra precisa e a frase adequada para ganhar a simpatia dos leitores.

sábado, 16 de abril de 2011

Esta é a demonstração claríssima do conceito de «democracia» do capitalismo monopolista, no aprofundamento da sua fase imperial, onde, mesmo as questões formais, começam a ser esquecidas, e a palavra democracia fica vazia de conteúdo.


Os lacaios da UE, combinando maldades contra o povo Português!
 Cinismo e ideologia dominante
Por Ilda Figueiredo

Há, na situação presente, pelo menos três aspectos que revelam que se atingiu um nível de cinismo muito elevado na vida política portuguesa e que, simultaneamente, se está perante uma monstruosa campanha ideológica de manipulação da opinião pública, apenas para permitir a manutenção do poder económico e político, seja confundindo cidadãos eleitores, seja afastando-os do acto eleitoral para dificultar o voto em partidos que lutam, com coerência e determinação, contra estas políticas, como é o caso da CDU, que inclui o PCP e o PEV. Vejamos, alguns desses aspectos.


quinta-feira, 14 de abril de 2011

Iraque invadido - Tribunal Mundial sobre o Iraque

Decisão final

3.ª Audiência Portuguesa do Tribunal Mundial sobre o Iraque


A 3.a Audiência Portuguesa do Tribunal Mundial sobre o Iraque, reunida em Lisboa em 26 de Março de 2011, ouvido o testemunho presencial da Dr.ª Haifa Zangana e considerando ainda os resultados de investigações realizadas por organizações credíveis de âmbito mundial e os contributos de organizações iraquianas actuando no terreno, aprova a seguinte declaração:

A actual situação no Iraque, oito anos depois da invasão conduzida pelas forças dos Estados Unidos e seus aliados, baseada em mentira sobre existência de armas de destruição maciça, mostra que está por criar o regime democrático prometido pelos invasores. Apesar da realização de alguns actos eleitorais, a soberania plena do país continua por restituir. Não obstante a transferência formal de poderes para o governo de Bagdad, as instituições criadas e mantidas à sombra da ocupação não representam o povo iraquiano. Se é verdade que o regime anterior não era democrático, assiste-se hoje a uma grave regressão no respeitante aos direitos das pessoas.

Portugal : A política de direita tem os protagonistas que merece

O que existe abaixo da baixa política?

Por Filipe Diniz A política de direita tem os protagonistas que merece.



Nem poderia ter outros: troca-tintas, aldrabões, hipócritas, gente que anda com um pé dentro e outro fora da lei, há de tudo. Este fim-de-semana mostrou-os em todo o seu esplendor.

Naturalmente que a maior concentração esteve no Congresso do PS, encenação afinada de um dos mais completos espectáculos de desonestidade intelectual, política e ideológica que as televisões fizeram chegar às nossas casas.

Portugal: Durante décadas venderam ilusões. Foram destruindo a nossa indústria, agricultura, pescas; a nossa cultura, democracia, apoios sociais; a nossa soberania. Diziam que era moderno e inevitável.

Os Vampiros
Por Jorge Cadima





O propalado «modelo social europeu» só existiu porque tiveram medo das revoluções socialistas
 
Razão tinha o Zeca Afonso. Se alguém se engana com seu ar sisudo, e lhes franqueia as portas à chegada, eles comem tudo, comem tudo e não deixam nada. O guião que afundou a Grécia e a Irlanda chegou agora a Portugal. A aliança do grande capital financeiro nacional e internacional quer dar o golpe de graça no nosso País, já exangue após 35 anos de políticas ao serviço dos vampiros internos e externos. Aquilo que a União Europeia (presidida por um português...) e o FMI (presidido por um «socialista» francês...) preparam agora para o nosso País não é uma «ajuda». É um novo patamar no processo de esbulho de Portugal e dos portugueses pelo grande capital das grandes potências. É um «abraço mafioso, como podem testemunhar os cidadãos irlandeses e gregos», nas palavras dum ex-economista do Citibank, Michael Burke (The Guardian, 7.4.11). Diz Burke: «As 'ajudas' irlandesa e grega foram apresentadas como um passo extremo, mas necessário, para sustentar a solvência do Estado. Mas fracassaram. Ambas as economias sofreram ulteriores cortes nos ratings das agências de crédito internacionais».

quarta-feira, 13 de abril de 2011

Portugal não pode continuar a estar sujeito ao saque e à especulação

Travar a extorsão e a chantagem
 PCP defende renegociação da dívida


A especulação não pára enquanto o chantageado ceder ao chantagista
 
Jerónimo de Sousa afirmou,que o País não pode continuar a estar sujeito ao saque e à especulação e defendeu a renegociação imediata da dívida pública portuguesa e a adopção de uma política voltada para o crescimento económico. Para o Secretário-geral do PCP, a espiral especulativa não parará enquanto o chantageado ceder ao chantagista.


A transnacional Texaco no Equador : Crime sem castigo

As árvores balançam na selva da Texaco

Gonzalo Ortiz

IPS/Terramérica



A limpeza dos depósitos de lama petrolífera, realizada pela Texaco na selva equatoriana, consistiu em jogar sobre eles madeira, tanques de armazenamento e mato, e tapar tudo com terra


Quando com cada passo dado por alguém se movem os troncos das árvores, a pessoa sabe que está em um pântano tétrico. Assim ocorre ao se caminhar sobre a superfície aparentemente firme e coberta de vegetação do que foi uma piscina de lama de perfuração petroleira na Amazônia equatoriana. A extensão e o impacto da contaminação na vida natural e nas comunidades humanas do nordeste equatoriano são muito piores do que se possa imaginar, conforme comprovou o Terramérica em uma extensa viagem pela região.

A Globo, o terrorismo e a tragédia do Realengo

A Globo, o terrorismo e a tragédia do Realengo

Por Duarte Pereira


O locutor William Bonner anunciou ontem à noite em tom dramático pelo Jornal Nacional, transmitido pela Rede Globo para todo o país, que o “homem” que assassinou “covardemente” alunas e alunos da escola carioca Tasso da Silveira mantinha contactos com um grupo “terrorista” supostamente islâmico, insinuando que esse grupo o poderia ter influenciado a planejar e executar o ataque sangrento à escola.

Era o que faltava. A Globo encontrou a linha ideal de investigação policial para tentar impedir qualquer discussão séria e abrangente sobre as causas que levaram à tragédia de Realengo e para deslocar as responsabilidades por essa tragédia da direita para a esquerda do espectro político.

terça-feira, 12 de abril de 2011

Para a História do Socialismo no século XX :Reformismo ou Revolução?

Reformismo ou Revolução?

(Para transformar o mundo é indispensável o Poder político nas mãos da classe operária)


J.V.Stálin , entrevista, em 23 de julho de 1934, ao jornalista e romancista inglês H.G. Wells.


O senhor jamais conseguirá que um capitalista aceite uma taxa de lucro menor para satisfazer as necessidades do povo. Por isso, sem se desembaraçar dos capitalistas, sem se abolir o princípio da propriedade privada sobre os meios de produção, é impossível criar-se uma economia planificada.


cresce a extrema pobreza nos EUA

Fome: cresce a extrema pobreza nos EUA

Por Altamiro Borges

Num artigo contundente publicado no jornal mexicano La Jornada, David Brooks apresenta a face cruel dos EUA pouco difundida pela mídia colonizada. Mostra que a pobreza extrema cresce em ritmo acelerado no império. Já as poderosas corporações batem recordes de lucros. No capitalismo, a crise mata de fome o trabalhador e engorda ainda mais os tubarões.

“Aqui milhões padecem de fome. Não estamos falando do Haiti, nem de países africanos, nem asiáticos, nem das ‘favelas’ sul-americanas, e sim do extraordinário fato de que no país mais rico do mundo, milhões sofrem do que se chama insegurança alimentar, o que o cristianismo traduz como: não saber de onde virá a próxima comida”, afirma, indignado, David Brooks logo na abertura do seu artigo.

Posada Carriles - O seu julgamento por haver mentido num processo migratório, e não por ser terrorista, é um insulto ao povo de Cuba e às famílias enlutadas pelas acções de Posada.

O julgamento farsa de um terrorista


A tarde de 8 de Abril de 2011 foi o auge da farsa iniciada há 13 semanas em El Paso, Texas, com a absolvição do terrorista Luis Posada Carriles de todas as acusações contra si no tribunal migratório.

Para todos aqueles que acompanharam a tenebrosa trajectória do terrorista e as suas ligações com sucessivos governos norte-americanos, o FBI e a CIA na sua guerra suja contra Cuba, trata-se de uma demonstração adicional do apoio e amparo que historicamente lhe brindaram as autoridades norte-americanas.

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Democracia em Cuba Socialista

O SISTEMA POLÍTICO EM CUBA: UMA DEMOCRACIA AUTÊNTICA
Escrito por Anita Leocadia Prestes   

Ao estudar o sistema político vigente em Cuba, é necessário lembrar que seus antecedentes remontam ao ano de 1869, quando o povo da pequena ilha caribenha lutava de armas na mão pela independência do jugo colonial espanhol. Seus representantes se reuniram na parte do território já liberado e constituíram a Assembléia Legislativa, que aprovou a primeira Constituição da República de Cuba em armas. Era assim estabelecida a igualdade de todos os cidadãos perante a lei e abolida a escravidão até então existente. Essa primeira Assembléia Constituinte elegeu o Parlamento cubano daquela época e também, de forma democrática, seu Presidente, assim como o Presidente da República de Cuba em armas, designando ainda o Chefe do Exército que levaria adiante a luta pela independência.

sábado, 9 de abril de 2011

Tragédia carioca, mídia e EUA - Os tiros na Escola de Realengo

Tragédia carioca, mídia e EUA
Por Charles Moreira charlesmor

Como muitos cariocas estou abatido com o recente episódio onde crianças foram assassinadas friamente por um louco. Não quero, ao menos agora, fazer juízos sobre o fato, uma enorme tragédia. Mas, entre tantos aspectos da questão, um me incomodou e ainda incomoda: a cobertura da mídia burguesa em seu showrnalismo. E pior, na falta de informação inicial, necessária não a informar, mas a preencher páginas e tempo na TV e Rádio para poderem vender seus anúncios, logo levantaram falsas hipóteses. A primeira, a de que se tratava de um ataque terrorista e que o insano assassino era simpático ou praticante de religião islâmica. Inverdade que obrigou até a organização islâmica do Rio de Janeiro a divulgar carta negando.

Mas há algo a mais de preocupante. Ao que parece, a mídia tem uma relação muito obediente aos preceitos do governo americano, permanentemente interessado em por na conta dos muçulmanos tudo o que for possivel. Acompanhem um telegrama da embaixada americana em Brasília, divulgado pelo Wikileaks, e o que saiu na mídia logo após o fato:


sexta-feira, 8 de abril de 2011

O capitalismo fabricou um monstro que é preciso, entretanto, ter-se em atenção

O direito a ser informado

Por Jorge Messias -  Fonte: Avante !

«O estado burguês nada mais é do que uma segurança mútua da classe burguesa contra os seus elementos isolados, contra a classe explorada; uma segurança que deve tornar-se cada vez mais dispendiosa e autónoma em relação à classe burguesa... toda a crítica deve ser precedida pela crítica da religião» – Karl Marx, «Obras completas»

Portugal não vive apenas uma crise a juntar a outras crises anteriores: pisa o limiar do esmagamento, não só do País mas também do povo e das suas conquistas democráticas. Aliás, a crise não é só portuguesa: desaba sobre os estados capitalistas do mundo da globalização e é paga pelos trabalhadores e pelas populações das nações malditas que geram os escravos e o petróleo. Para além de tudo isto, há guerras e rumores de guerras, ofensivas permanentes de intrigas e de encenações, manipulações financeiras e um fervilhar crescente da indignação entre os pobres, os explorados e os oprimidos que, todavia, tardam em encontrar formas de organização capazes de sacudirem os jugos e passarem à fase das revoluções socialistas.

Por Abril, sempre! - Para que as velhas, atuais e novas gerações de portugueses e portuguesas se reconheçam nesse dia.

Por Abril, Sempre!

Em Portugal, a grande mídia e os partidos do capital ( PS, PSD, CDS ) quando se referem ao periodo da ditadura fascista Salazarista, falam sempre em “antigo regime” ou “o estado novo” como forma de “branquear” e esconder o caráter fascista e anti-humano daquele periodo.

Época onde canalhas como – Santos Costa, Julio Botelho Moniz, Mario de Figueiredo, Marcelo Caetano e outros crápulas, participavam do Govêrno fascista.

Mas, os verdadeiros donos do país eram os - Champalimaud, Mello da CUF, Espirito Santo, Cupertino de Miranda e mais alguns poucos. Esses faziam a festa de milionários sob o fascismo. A ostentação, a corrupção e o esbanjamento definiam o modo de vida desses beneficiários do regime e dos seus lacaios e serventuários fascistas.

Meia dúzia de grandes monopolistas dominavam toda vida econômica de Portugal sob o facínora Salazar. A acumulação de riquezas num reduzido grupo de beneficiários do regime teve uma contrapartida: a condenação da maioria do povo à mais extrema miséria.

quinta-feira, 7 de abril de 2011

Bancos arruinam Irlandeses

Metade do PIB para buraco financeiro

Banca arruína irlandeses

Se os irlandeses atravessam a pior crise de que há memória, podem com fundamento responsabilizar a banca privada que, só ela, já absorveu o equivalente a 45 por cento do Produto Interno Bruto em ajudas públicas.
 
Banca irlandesa falida passa para controlo do Estado
 
Este pantagruélico sorvedouro de dinheiros públicos voltou a reclamar, na semana passada, novas doses maciças de capital, sob pena do descalabro. O mais recente diagnóstico do sistema bancário irlandês, divulgado no dia 31, acusou a necessidade absoluta de uma injecção de 24 mil milhões de euros para lhe manter os sinais de vida.

Nas últimas duas semanas a Líbia sofreu o mais brutal ataque imperialista

Líbia: Obama e a defesa da 'rebelião'

Por James Petras [*]

Nas últimas duas semanas a Líbia sofreu o mais brutal ataque imperialista, por ar, por mar e por terra, da sua história moderna. Milhares de bombas e de mísseis, lançados de submarinos, vasos de guerra e aviões de guerra, americanos e europeus, estão a destruir as bases militares líbias, os seus aeroportos, estradas, portos, depósitos petrolíferos, posições de artilharia, tanques, porta-aviões blindados, aviões e concentrações de tropas. Dezenas de forças especiais da CIA e do SAS têm andado a treinar, a aconselhar e a apontar alvos para os chamados 'rebeldes' líbios empenhados numa guerra civil contra o governo de Kadafi, as suas forças armadas, as milícias populares e os apoiantes civis ( NY Times 30/03/11).

PORTUGAL: Vêm aí eleições, as políticas que PS, PSD e CDS-PP impõem há mais de 35 anos são silenciadas e ocultadas nos grandes meios de comunicação social

A credibilidade segundo Cavaco

Por Filipe Diniz  


 
Ainda bem que estamos habituados a batalhas duras, porque esta vai ser duríssima.

Se a actividade do PCP e as lutas dos trabalhadores são escondidas, se as reais alternativas às políticas que PS, PSD e CDS-PP impõem há mais de 35 anos são silenciadas e ocultadas nos grandes meios de comunicação social, tudo leva a crer que o silenciamento será ainda maior.

O Bloco de Esquerda-BE em palavras são contra o militarismo e a guerra, mas na prática são incapazes de uma posição corajosa de frontal condenação ao imperialismo


BE: Eles parecem de esquerda, mas não se engane, na hora H sempre se aliam ao imperialismo
 Guerra, coerência e coragem política


Por Albano Nunes








Na mira da agressão está todo o movimento de libertação dos povos árabes

É vulgar a asserção de que «na guerra a primeira vítima é a verdade». De facto não há intervenção militar ou guerra imperialista que não tenha sido desencadeada a coberto de montanhas de falsidades quanto às suas imediatas motivações e aos reais objectivos dos agressores. O caso da Líbia aí está para o confirmar.Fonte: Avante !


quarta-feira, 6 de abril de 2011

Guerras, golpes de estado e invasões "humanitárias" promovidas pelos EUA


A "ajuda humanitária" dos EUA em fotos.
 A "PAX" PROMOVIDA PELOS ESTADOS UNIDOS NO MUNDO
-A paz dos cemitérios

Na América Latina, África e Ásia, os Estados Unidos invadiam países ou para depor governos democraticamente eleitos pelo povo, ou para dar apoio a ditaduras criadas e montadas pelos Estados Unidos, tudo em nome da "democracia" (deles).

Sempre alegando "motivos humanitários" e a promoção da "democracia ,ocidental e cristã", seus soldados psicopatas proporcionam à paz eterna aos povos invadidos.

Levantamento feito por Alberto da Silva Jones, publicado em 2007 no sítio do Centro de Mídia Independente/Brasil:



terça-feira, 5 de abril de 2011

Não há business como o guerra-business

“É a água, estúpido!”
Por: Pepe Escobar,  Asia Times Online ,
tradução: Vila Vudu





Mentiras, hipocrisias e agendas ocultas. Eis os temas dos quais o presidente Barack Obama não tratou, ao explicar aos EUA e ao mundo a sua doutrina para a Líbia. A mente se perde, vacila, ante tais e tantos buracos negros que cercam essa esplêndida guerrinha que não é guerra (é “ação militar com escopo limitado por prazo limitado”, nos termos da Casa Branca) – complicados pela inabilidade do pensamento progressista, que não consegue condenar, ao mesmo tempo, tanto a crueldade do governo de Muammar Gaddafi quanto o “bombardeio humanitário” dos exércitos de EUA-anglo-franceses.

A Resolução n. 1.973 do Conselho de Segurança da ONU operou como cavalo de Tróia: permitiu que o consórcio EUA-anglo-francês – e a Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) – se convertesse em força aérea da ONU usada para apoiar um levante armado. À parte nada ter a ver com proteger civis, esse arranjo é absoluta e completamente ilegal em termos da legislação internacional. O objetivo final aí ocultado, que até as crianças subnutridas da África já viram, mas que ninguém assume ou confessa, é mudar o governo na Líbia.

O tenente-general Charles Bouchard, do Canadá, comandante da OTAN para a Líbia, que insista o quanto quiser, repetindo que a missão visa exclusivamente a proteger civis. Pois os “civis inocentes” lá estão, dirigindo tanques e disparando Kalashnikovs, brigada de farrapos que, de fato, são soldados em guerra civil. O problema é que, agora, a OTAN foi convertida em força aérea daquele exército, seguindo as pegadas do consórcio EUA-franco-inglês.

Ninguém diz que a “coalizão de vontades” que hoje combate o governo líbio é coalizão de apenas 12 vontades (das 28 vontades representadas na OTAN), mais o Qatar. Isso absolutamente nada tem a ver com a “comunidade internacional”.

segunda-feira, 4 de abril de 2011

O “direito internacional” serve os imperialistas

O " direito internacional " serve os imperialistas
Debate no parlamento grego sobre a intervenção imperialista na Líbia


A Secretária-geral do CC do KKE, Aleka Papariga, manifestou a total oposição do KKE à intervenção imperialista na Líbia e à participação da Grécia na guerra pelo petróleo e outros recursos energéticos, num debate que se realizou no dia 22 de Março, no Parlamento, a pedido do KKE.

Da parte do governo do PASOK, G. Papandreou procurou defender a intervenção com o pretexto do «direito internacional» capitalista, enumerando, no essencial, os benefícios que a burguesia nacional irá conseguir com o massacre do povo da Líbia. O discurso do representante da ND foi na mesma linha e em plena concordância com o governo. O presidente do partido nacionalista LAOS, com uma oca demagogia antiamericana, apelou ao governo para que negociasse mais vantagens para a plutocracia doméstica, pela sua participação nas intervenções imperialistas. O presidente do partido oportunista SYRIZA posicionou-se contra a intervenção, mas exigiu que o governo tomasse iniciativas com vista a desempenhar um papel na região que concorresse com a atividade da Turquia.

A cantilena anticomunista de sempre,

O pequeno-burguês Raivoso
- O velho anticomunismo com  linguagem de rebelião

Foi publicado no sítio internet do "Correio da Cidadania" com o título "PC do B  nenhuma palavra"    escrito por Gilvan Rocha, que com sua costumeira linguaguem ruidosa/ raivosa e sua natural arrogância pequeno burguesa, nega ,de forma míope e grosseira, a história de construção socialista do século XX -  da URSS e dos Partidos Comunistas.

Quanto a sua alusão e críticas ao PCdoB e seus gloriosos 89 anos de história, não vou falar nada, até porque considero que o partido têm gente muito qualificada em seus quadros para responder as "baboseiras ideológicas" escritas por esse autor. Talvez nem valha à pena responder.

O que vou fazer aqui, aproveitando o tema , é a defesa da HISTÓRIA DE CONSTRUÇÃO SOCIALISTA DO SÉC. XX.