Pesquisa Mafarrico

Translate

terça-feira, 23 de abril de 2013

"O que fizeram do nosso 25 de abril seus filhos da puta?"

"O que fizeram do nosso 25 de abril, seus filhos da puta?"
por Mafarrico Vermelho



Eça de Queiroz, ao final do século 19, já referia que Portugal e Grécia estavam irremediavelmente falidos e não tinham futuro. No entanto o povo português, quase um século depois, foi capaz de fazer uma revolução democrática, que além de enterrar o fascismo em cova profunda, liberou nosso povo para conquistar com muitas lutas, direitos sociais e laborais que eram negados até então.
 
 
 
"Foi bonita a festa, pá
Fiquei contente
Ainda guardo renitente um velho cravo para mim (*)"
 
 
Ficamos orgulhosos e confiantes num futuro cada vez melhor, que nossos direitos eram inalienáveis, que a Constituição os garantiria. Pois é, nos enganamos!
 
 
 "Já murcharam tua festa, pá
Mas certamente
Esqueceram uma semente nalgum canto de jardim
( (*) Chico Buarque - Tanto mar )"
 
 
Assistimos acomodados a escumalha do PSD, PS, CDS se alternar no poder nos últimos 38 anos. Votamos ora no PS, ora no PSD/CDS , esquecendo que são "farinha do mesmo saco", servem ao mesmo patrão e gerenciam o país da mesma forma. Os ataques à Constituição para retirar nossos direitos e proporcionar um lucro maior ao Capital eram a tônica desses governos. Aderiram a UE e ao Euro e seus tratados, que impuseram aos povos da Europa.e, especialmente, em países economicamente mais débeis, como Portugal e Grécia, cada vez mais miséria, privações sociais e retirada de direitos laborais.
 

Achávamos que tinhamos chegado ao fundo do poço com Sócrates e a situação do povo e do país não poderia piorar mais. E num é que piorou.
 
Passos Coelho chegou ao govêrno com seu "saco de maldades antipovo" fornecido pela Troika, bem , desse aldrabão não paga a pena falarmos, precisamos é fazer cair seu govêrno urgente!.
 
E voltamos às palavras do Eça de Queiroz, Portugal e Grécia falidos. Precisamos urgente de nova revolução, já fizemos a democrática  e agora terá que ser a Socialista!
 
 
 
 
Republico o texto Viva o 25 de abril, dia da liberdade!
 
 
 
 
VIVA O 25 DE ABRIL, DIA DA LIBERDADE!!!


Em fevereiro/1961: inicia-se a insurreição do povo de Angola, sob a direção do MPLA.

Em dezembro/1961: " O maior facínora Portugues de Sempre"- Salazar , é derrotado em GOA, DAMÃO e DIU. Onde bastou um simples "grito" das tropas Indianas, para os prepostos Salazaristas covardes e amendrontados se retirarem apressadamente desses territórios , com o "rabinho entre as pernas".

Em janeiro/1963: O PAIGC inicia a luta armada na Guiné.

Em setembro/1964: A FRELIMO inicia a luta armada em Moçambique.

Pretendendo retardar o irreversível movimento de libertação nacional em África. A besta-fera fascista lança Portugal nas criminosas guerras coloniais.

Durante 13 anos, jovens Portugueses ficam com a vida interrompida por longos anos de guerra colonial. Mais de 10.000 jovens perdem a vida. Outros 30.000 ficam mutilados ou feridos. A dor e o luto enchem os lares portugueses. Este delirio de "grandeza" fascista arruina ainda mais Portugal.

O Governo do facínora fascista não tinha condições de manter dominação sobre vastos territórios e prosseguir em sua criminosa guerra colonial, se não fosse o apoio das grandes potências da OTAN(NATO). Países esses a qual o governo fascista Portugues era completamente dependente e servil.

O demônio de Sta Comba-Salazar, paga o apoio dos países aos quais está subordinado, com novos e cada vez maiores concessões ao capital estrangeiro.

As guerras coloniais desencadeiam uma grande onde de lutas no País. O RI de Évora, BC5, RE2, RI17, RI nos Açores, EPE, os soldados protestam e lutam contra o embarque para Àfrica. Há manifestações e lutas no cais de embarque. É uma nova frente de luta contra a ditadura fascista que se abre: a luta nas forças armadas. Que mais tarde irá derrubar a podre e corrupta ditadura Salazarista.

O inicio da luta armada nas colônias marcam a derrocada do regime criminoso fascista. As contradições internas agudizam-se, na ânsia da procura de uma saída para o descalabro. A situação econômica degrada-se dia a dia. "Aguentar, aguentar" é a palavra de ordem proferida pelo senil e criminoso Salazar, que intensifica a repressão dentro do país. Milhares são presos e alguns assassinados, outros exilados, a diáspora é desencadeada por opressão política,econômica e social. Mas o regime fascista abalado e podre jamais conseguirá recompor-se.

O amanhecer do dia 25 de abril de 1974, foi glorioso e lindo. A malta de criminosos e ladrões fascistas que levaram o terror, o exílio, a falta de esperança e a morte ao grande povo Português, estavam presos ou em fuga. O regime fascista aquela altura era como um cadáver putrefato e insepulto e foi enterrado neste dia em cova profunda, para abafar o fedor pestilento e insuportável do fascismo Portugues.

Hoje em dia, certos Portugueses, tentam desenterrar este cadáver pestilento do facínora Salazar. Mas não vão conseguir. Sua alma arde no inferno e lá como aqui, não passa de um diabo de quinta categoria que jamais conseguirá reencarnar novamente.

VIVA O 25 DE ABRIL, DIA DA LIBERDADE!!!



PARA QUE OS PORTUGUESES E PORTUGUESAS NÃO TENHAM MEMÓRIA CURTA E AS VELHAS E NOVAS GERAÇÕES SE RECONHEÇAM NESTE GRANDE DIA DE LIBERDADE!!!



25 DE ABRIL SEMPRE!!!
 
 
 

Um comentário:

  1. Salazar foi um estadista na verdadeira acessão da palavra. Depois dele só Sá Carneiro e Álvaro Cunhal foram políticos dignos desse adjetivo. O resto é escumalha parasitária que enche a barriga camuflada com o chapéu da democracia.

    ResponderExcluir