Os católicos beatificaram o germanófilo João Paulo II....Vamos CANONIZAR o Apóstolo Valdemiro....bosta por bosta, sou mais o nosso apóstolo!!!

Bosta por bosta sou mais o nosso apóstolo!!!
Por Beto
( HUMOR NEGRO DE BOSTA)

A transnacional religiosa Católica do Vaticano, anunciou a beatificação do falecido Papa João Paulo II (Falecido em 2005). Essa foi a penúltima etapa no reconhecimento do papa polonês como santo pela Igreja Católica.

João Paulo II era conhecido como intolerante, reacionário e sem nenhuma disposição para o diálogo. Reconhecido anticomunista fervoroso e germanófilo, exerceu um papel importante de cumplice das grandes potências imperialistas, e sua corporação religiosa(Capitalista) se beneficiou da derrota do socialismo do século XX.

E num é que apareceu uma Freirinha , com cara de doente psiquiátrica, dizendo que foi curada pelo nosso nada "santo" João Paulo. Será que ele curou mesmo a freirinha com cara de borderline????

Se curou ou não, não tem a menor importância...... o que importa mesmo é a beatificação e o milagre. Nestes tempos bicudos ( bicudos para as pessoas do povo, não para essa hierarquia religiosa parasita ), as diversas religiões precisam alardear que " operam milagres" e realizam curas.

Operam milagres inexistentes, para ampliar o seu poder de persuasão do povo pobre, jogando areia dos ditos "milagres" em seus olhos. Fazem tudo para que os pobres e oprimidos do mundo não enxergem a realidade da opressão e da miséria, gerada pelo decrépito e podre sistema Capitalista.


Por isto tudo prefiro o Apóstolo!


Ele cura câncer, dor de dente, "nó nas tripas", espinhela caída (aliás, nunca soube o que é na verdade espinhela caída...rs...só sei que , quando era criança no Rio de Janeiro, usava-se emplastro sabiá para curar...rs).

Outro dia eu mesmo pude testemunhar ( assistindo pela televisão) que ele cura também a LEPRA. Fiquei estupefato com essa cura DIVINA.......realmente nosso Apóstolo é poderoso e milagroso.

Fiquei emocionado com tal espetacular cura.... me deu muita vontade de iniciar um movimento pela CANONIZAÇÃO EM VIDA do milagroso e santo Apóstolo.

Algum tempo depois me lembrei que LEPRA não existe mais, atualmente o nome é HANSENÍASE e essa doença tem cura há muitos anos ( eu era menino e já tinha cura e isso há mais de meio século).


O Apóstolo expulsando demônios do corpo



Outro dia assisti o nosso herói ( o apóstolo) expulsando satanás ( O inimigo....cruz credo!!!) do corpo de um homem ao vivo pela televisão. Com direito a entrevista exclusiva com o dito demônio.

Me chamou a atenção como o demônio é educado, respondia todas as perguntas do apóstolo sem usar um palavrão.

Não sabia que satanás respeitava a classificação de horário imposta às televisões, naquele horário pudia ter alguma criança vendo televisão e não era adequado usar-se de linguagem imprópria para menores de 18 anos.

Como espírito educado e respeitador, apesar dos gritos histéricos do Apóstolo,  satanás seguiu adequadamente o roteiro televisivo da expulsão e foi disciplinadamente para os "quintos do inferno".


Esse apósto tem reza forte!


Poderia falar de outros pastores, bispos e apóstolos televisivos, mas não vale a pena!

Essas religiões, seitas, enfim , as ditas ' obras de Deus " são todas muito parecidas .È difícil enxergar diferenças reais nelas.

Na verdade, analisando bem seus discursos e práticas, veremos que não passam de meros estabelecimentos comerciais, que usam suas pequenas diferenças organizacionais e litúrgicas e as diferentes formas de realizar os ditos "milagres" para conquistar clientes.

Clientela essa que faz ofertas em dinheiro, paga o dízimo, compra bíblias, livros diversos, CDs e DVDs de música Gospell e até compra um "cantinho" no céu. Enfim, dando muito poder e dinheiro a toda essa hierarquia religiosa que ajuda a manter intactas as senis e podres instituições capitalistas.

Até quando esperar a plebe se ajoelhar, esperando à ajuda de um deus inexistente!



Comentários

  1. Teologia do espetáculo
    Antonio Luiz M. C. Costa
    28 de abril de 2011 às 10:03h

    Ao beatificar João Paulo II em tempo recorde, o sucessor Ratzinger apela ao show e à nostalgia para tentar frear a decadência e o esvaziamento da Igreja

    Bento XVI quer dar aparência de vigor à igreja morta-viva

    A beatificação a toque de caixa de Karol Wojtyla, o papa João Paulo II, será celebrada em 1º de maio, meros seis anos após seu falecimento, apesar de muitas resistências dentro da própria Igreja. “Sou contra e prevejo que a história não verá com bons olhos João Paulo, que ignorou a pior crise na Igreja desde a Reforma”, disse o padre Richard Mc-Brien, teólogo da Universidade Notre Dame de Nova York. “A beatificação de João Paulo por seu sucessor soa incestuosa e tem afinidade com o hábito de deificar os próprios ancestrais”, declarou o historiador católico Michael Walsh.

    Foi política a decisão de não esperar os habituais cinco anos para iniciar o processo, apoiar-se num “milagre” arrancado a fórceps e ignorar as objeções, em especial as fundadas nas obscuras manobras financeiras do Vaticano em sua gestão e a negativa do papa polonês a investigar e punir padres e bispos pedófilos. Principalmente o corrupto padre mexicano Marcial Maciel, líder da Legião de Cristo, que abusou de menores (inclusive dois de seus próprios filhos ilegítimos), mas manteve a boa vontade da Igreja arrecadando rios de dinheiro de milionários mexicanos, boa parte dos quais fluiu para os bolsos da Cúria Romana. O papa polonês protegeu-o até o fim e o próprio Ratzinger teve de esperar subir ao trono papal para discipliná-lo.

    Outro de seus protegidos foi o arcebispo estadunidense Paul Marcinkus, que João Paulo II promoveu à chefia do Banco do Vaticano e ao terceiro cargo mais importante na Igreja antes que se envolvesse até o pescoço no escândalo da falência do Banco Ambrosiano (do qual já fora diretor), seguido pelo assassinato disfarçado em suicídio do seu presidente, Roberto Calvi, que teria financiado a dissidência polonesa a pedido do papa. Queima de arquivo, que não se sabe se deve ser atribuída à Máfia ou a setores da própria Igreja.

    *Confira este conteúdo na íntegra da edição 644, já nas bancas.

    Antonio Luiz M.C.Costa é editor de internacional de CartaCapital e também escreve sobre ciência e ficção científica.

    http://www.cartacapital.com.br/sociedade/teologia-do-espetaculo

    ResponderExcluir
  2. Teologia do espetáculo
    Antonio Luiz M. C. Costa
    4 de maio de 2011 às 17:41h

    ÍNTEGRA DO TEXTO EM:

    http://www.cartacapital.com.br/destaques_carta_capital/teologia-do-espetaculo-2

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Redesenhar o mapa da Federação Russa: Partição da Rússia após uma III Guerra Mundial?

DESENVOLVIMENTO DO HOMEM E DA SOCIEDADE - Da comunidade primitiva ao fim do feudalismo

O movimento operário e sindical