Pesquisa Mafarrico

Translate

quinta-feira, 21 de março de 2013

Por que a blogueira Yoani Sánchez não denuncia greve de fome que está acontecendo agora em Cuba?

Por que a blogueira Yoani Sánchez não denuncia greve de fome que está acontecendo agora em Cuba?
por Antônio Mello


"Um dos prisioneiros relatou que “eles realmente tentam de tudo para nos quebrar, incluindo tortura física e psicológica. Eu mesmo fui torturado com eletrochoques e waterboarding [simulação de afogamento]. Presenciei ainda crianças entre nove e 12 anos dentro dos campos. É muito difícil observar essas crianças sendo espancadas em minha frente”. Por isso muitos dos 133 detentos em Cuba estão em greve de fome desde o dia 6 de fevereiro... e a blogueira Yoani Sánchez não dá uma palavra sobre o assunto. Por quê?"



Prisioneiros em Cuba "estão em greve de fome há 43 dias em protesto contra o confisco de bens pessoais como fotografias, cartas e exemplares do Corão" ... e a blogueira Yoani Sánchez não dá uma palavra sobre o assunto. Por quê?
 
A "ONG Centro de Direitos Constitucionais, baseada em Nova York, afirma que a greve de fome já alcança 130 dos 166" detentos em Cuba... e a blogueira Yoani Sánchez não dá uma palavra sobre o assunto. Por quê?
 
O antropólogo Mark Mason, especialista em fatores culturais causadores de sofrimento humano, em entrevista à rede russa RT declarou: "Mais da metade deles está livre de acusações. Eles deveriam estar na rua, saírem da prisão hoje mesmo". No entanto, estão presos em Cuba, em greve de fome... e a blogueira Yoani Sánchez não dá uma palavra sobre o assunto. Por quê?
 
O mesmo antropólogo prosseguiu: “Eu não consigo descrever as condições horríveis, o tratamento e a humilhação que muitos desses detentos reportaram. Eles são obrigados a ficar em pé, sem roupas, em salas geladas por horas. Só isso já constitui estresse físico, é uma tortura psicológica indescritível”. E agora há a greve de fome... e a blogueira Yoani Sánchez não dá uma palavra sobre o assunto. Por quê?
 
Um dos prisioneiros relatou que “eles realmente tentam de tudo para nos quebrar, incluindo tortura física e psicológica. Eu mesmo fui torturado com eletrochoques e waterboarding [simulação de afogamento]. Presenciei ainda crianças entre nove e 12 anos dentro dos campos. É muito difícil observar essas crianças sendo espancadas em minha frente”. Por isso muitos dos 133 detentos em Cuba estão em greve de fome desde o dia 6 de fevereiro... e a blogueira Yoani Sánchez não dá uma palavra sobre o assunto. Por quê?
 

Sabe por quê? Porque tudo isso está acontecendo na ilha de Cuba, mas não sob administração cubana. Tudo isso se passa na prisão de Guantánamo, na Base Naval dos Estados Unidos na Baía de Guantánamo, sob responsabilidade dos Estados Unidos da América.
 
Por isso Yoani Sánchez não fala nada. Também as Damas de Blanco estão silentes.
 
Yoani Sánchez não fala nada, e mais uma vez deixa cair a máscara e mostra a serviço de quem se encontra.
 
 
 
 
 
 
 
Fonte: Brasil de Fato em www.brasildefato.com.br
 
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário