Pesquisa Mafarrico

Translate

quinta-feira, 7 de março de 2013

AS PRISÕES ISRAELENSES SÃO UMA GRANDE CÂMARA DE TORTURA

AS PRISÕES ISRAELENSES SÃO UMA GRANDE CÂMARA DE TORTURA
por James Petras

(entrevista à Rádio Centenário – Montevidéu)
 
 "O pior é que as organizações sionistas no mundo, que aglutinam uma porcentagem importante da comunidade judia justificam estes crimes. Nos Estados Unidos as cinquenta principais organizações judaico americanas apoiam incondicionalmente estes assassinatos, estas torturas, estas câmaras de torturas, estes crimes, estas violações aos direitos humanos."


Israel assassinou outro preso político palestino; Israel mata ou desaparece com os presos e logo diz que sofreu um infarto ou que se suicidou. O tema é que um patologista israelense informou que não foi um infarto, que tinha ossos quebrados, no pescoço, nas costas, fraturas que não tem nada a ver com um infarto.

Este processo vai além das violações dos direitos humanos, as prisões israelenses são uma grande câmara de tortura e não reconhecem nenhuma norma de qualquer país civilizado.

O pior é que as organizações sionistas no mundo, que aglutinam uma porcentagem importante da comunidade judia justificam estes crimes. Nos Estados Unidos as cinquenta principais organizações judaico americanas apoiam incondicionalmente estes assassinatos, estas torturas, estas câmaras de torturas, estes crimes, estas violações aos direitos humanos.

Israel não só está provocando a ira dos palestinos senão que choca todo o mundo da forma tão insolente com que atua, mas a grande imprensa não põe o dedo sobre este tema, porque dizem: ‘morrem nas prisões nas condições suspeitas’. Sem tomar posição de princípios e ocultando que Israel está violando as normas, assassinando presos políticos, tem milhares de presos políticos encarcerados sem acusação, o que chamam ‘detenção administrativa’ e pelo qual podem ficar anos presos sem ser acusados perante um juiz. É a pior injustiça, estar encarcerado sem ter oportunidade de enfrentar o acusador.

Isso é Israel, o que os judeus sionistas chamam ‘a melhor democracia do Oriente Médio’, é uma piada de muito mal gosto.

Em Israel as eleições são entre todos os partidos sionistas. Com alguma exceção, os grandes meios de comunicação liberais, conservadores, tem seus conflitos internos, mas no final de contas todos defendem a ideologia sionista, a superioridade judia e contra os direitos humanos dos palestinos.

Há dois níveis, entre os sionistas há debates e eleições para ver quem entre eles sai eleito; porém, frente aos palestinos, frente ao problema de colonização da Palestina e frente à repressão e tortura, são todos como um mesmo coro, todos gritam juntos. E isso há que reconhecê-lo: democracia para os judeus e totalitarismo para os palestinos. É um sistema de dupla moral.

 


TRADUÇÃO: PCB – PARTIDO COMUNISTA BRASILEIRO
 
 
 
Fonte: PCB em www.pcb.org.br
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário