Presidente Chavez, essa infâmia de novo não!!!

Protesto de Intelectuais Revolucionários contra a prisão na Venezuela e entrega ao governo Colombiano do Comandante Júlio Conrado das FARC

Fonte: ODiario.info



A prisão na Venezuela, com a colaboração da inteligência militar colombiana, do comandante Julio Conrado das FARC e a decisão do governo de Hugo Chavez Frias de entregar aquele destacado revolucionário ao governo neofascista de Juan Manuel Santos foi recebida a nível mundial com surpresa e indignação.

Os argumentos citados pelo governo venezuelano para justificar a medida (pedido da Interpol, acordos com Bogotá, etc.) são inaceitáveis e mesmo ridículos. É chocante invocar a luta contra o terrorismo no âmbito de uma parceria com um governo narcotraficante como o de JMSantos, que pratica o terrorismo de estado como estratégia de poder. Com uma agravante: durante anos, o Presidente Hugo Chavez apelou para o reconhecimento das FARC como força revolucionaria beligerante.

A nossa preocupação e indignação é tanto maior quanto o governo de Bogotá, segundo as agências noticiosas, estaria já estudando a possibilidade de atender a um eventual pedido de extradição do comandante Julio Conrado para os Estados Unidos.

Temos presente que a atitude assumida pela Venezuela se insere na continuidade de uma cooperação espúria com as policias colombianas que se traduziu recentemente na entrega a Juan Manuel Santos do jornalista sueco Joaquin Perez Becerra, diretor da agencia ANNCOL, e de destacados combatentes das FARC.

Na esperança de que as autoridades venezuelanas libertem imediata e incondicionalmente o comandante Julio Conrado, os abaixo assinados – solidários com a Revolução Bolivariana- sublinhamos que as opções democráticas e progressistas do governo de Hugo Chavez são incompatíveis com o gesto que motiva o nosso protesto veemente.


Angeles Maestro, médica, dirigente partidária, Espanha


Annie Lacroix Riz, historiadora, França


Carlos Aznarez, jornalista, Argentina


Daniel Antonini, dirigente partidário, França


Domenico Losurdo, filósofo, professor universitário, Itália,


Edmilson Costa, professor Universitário, Brasil


George Gastaud, filósofo, e dirigente politico, França


George Hage, ex deputado, França


Filipe Diniz, arquitecto, Portugal


Francisco Melo, editor, Portugal


Henri Alleg, escritor, França


Istvan Meszaros, filósofo e professor universitário, Reino Unido-Hungria


Ivan Pinheiro, advogado e dirigente político, Brasil


James Petras , sociólogo, professor universitário, EUA


Jean Salem, historiador, professor universitário, França


John Catalinotto, escritor, dirigente político, EUA


Jorge Fidelino Figueiredo, economista, editor de resistir.info, Portugal


José Paulo Cascão, editor de odiario.info, Portugal


José Paulo Netto, professor universitário, Brasil


Leyla Ghanem, antropóloga e dirigente política, Líbano


Luciano Alzaga, jornalista, Argentina


Marina Minicuci, jornalista, Itália


Mauro Iasi, professor universitário, dirigente partidário, Brasil


Miguel Urbano Rodrigues, escritor, Portugal


Pavel Blanco Cabrera, dirigente político, Mexico


Pierre Pranchere, ex deputado, companheiro da Resistência, França


Virgínia Fontes, historiadora, professora universitária, Brasil




O Mafarrico Vermelho


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Redesenhar o mapa da Federação Russa: Partição da Rússia após uma III Guerra Mundial?

DESENVOLVIMENTO DO HOMEM E DA SOCIEDADE - Da comunidade primitiva ao fim do feudalismo

O movimento operário e sindical