Pesquisa Mafarrico

Translate

terça-feira, 19 de abril de 2011

Questões Sindicais - Federação Sindical Mundial

Questões Sindicais -16º Congresso da Federação Sindical Mundial (FSM)

Estamos muito conscientes do facto de que o modo de produção capitalista não pode oferecer nada mais do que barbárie. [...] A nossa resposta é clara. Seguimos o caminho da luta de classes, contra o imperialismo e o capital. Por um mundo sem exploração do homem pelo homem. Por um futuro que pertencerá ao povo trabalhador


16º Congresso da Federação Sindical Mundial (FSM):
Contribuição internacionalista de classe para o movimento sindical mundial
Com a participação de 828 representantes de 104 países.

No dia 6 de Abril, no estádio de Tae Kwo Do, teve lugar a grande cerimónia de abertura do 16º Congresso da Federação Sindical Mundial (FSM), que se realizou nos dias 6 a 10 de Abril, em Atenas.

O PAME, que agrupa os sindicatos com orientação de classe da Grécia e participa na FSM, pronunciou uma calorosa saudação pelo início dos trabalhos do Congresso, que é um evento internacionalista e de classe de grande importância para o movimento sindical mundial. O Congresso tem lugar nas condições de crise capitalista e de um ataque total do capital e é chamado a dar um forte impulso ao desenvolvimento da luta de classes em cada país e a nível internacional.

Os trabalhadores de Atenas, levantando bandeiras da luta de classes e de solidariedade internacional receberam com aplausos, palavras de ordem e entusiasmo os sindicalistas que chegaram a Atenas de todos os cantos do mundo, a fim de participar no 16º Congresso Sindical Mundial.

O êxito do Congresso superou todas as expectativas. É indicativo que no Congresso anterior, em Havana, Cuba, há 5 anos, participaram 503 representantes de 64 países, enquanto este ano participaram 828 representantes de 104 países.

A cerimónia de abertura foi uma grande cerimónia internacionalista digna das seis décadas de história da FSM. A história da FSM foi comemorada com a projeção de um vídeo dedicado ao seu 65º aniversário. Em nome do Secretariado Executivo do PAME, anfitrião do Congresso, Giorgos Perros, na sua saudação ao 16º Congresso Sindical Mundial afirmou:

“Saudamos os milhões de trabalhadores, homens e mulheres, que vocês representam, que estão lutando nas fileiras da FSM pelos interesses da classe trabalhadora na sua dura luta contra os monopólios e o imperialismo”.

O Presidente da FSM, Muhammad Shaaban Azouz, anunciou a abertura oficial do Congresso, enquanto o Presidente de Cuba e Segundo Secretário do CC do PC de Cuba, Raul Castro, enviou uma mensagem de saudação.

No evento foi lida também uma mensagem do Presidente da República Helénica, Karolos Papoulias, e saudaram também o Congresso o Primeiro Vicepresidente do Parlamento Grego, o Prefeito da Ática e os Presidentes das Câmaras Municipais de Atenas e do Pireu.

Giorgos Mavrikos, Secretário-geral da FSM, destacou no seu discurso: “Estamos aqui no Congresso Sindical Mundial, depois de grandes lutas a nível sectorial, local, regional e internacional, através de um debate aberto, democrático e militante em todos os sindicatos, locais de trabalho e sectores principais.

Em muitos países dos cinco continentes, a classe operária resistiu, mostrou a sua desobediência, organizou greves e lutas importantes e tomou múltiplas iniciativas contra estas políticas antioperárias. Estamos muito conscientes do facto de que o modo de produção capitalista não pode oferecer nada mais do que barbárie. [...] A nossa resposta é clara. Seguimos o caminho da luta de classes, contra o imperialismo e o capital. Por um mundo sem exploração do homem pelo homem. Por um futuro que pertencerá ao povo trabalhador.”
Fonte: Pelo Socialismo

O Mafarrico Vermelho

Nenhum comentário:

Postar um comentário