Aécio, o exterminador do futuro dos Brasileiros

Aécio, o exterminador do futuro dos Brasileiros, afinal, a modernidade tucana é coisa muito velha!


É habitual que nos filmes venham personagens do futuro para salvar a humanidade ou uma comunidade específica. No Brasil, como noutros países chamados periféricos, vieram ideias do passado para destruir o presente e frustar o nosso futuro.

Uma delas, a privataria tucana foi vendida ao povo Brasileiro com o argumento que sempre se ouve para as privatizações, é que as empresas são mais “eficientes”, porque são o modo pelo qual o “livre mercado” operaria para atender as necessidades do povo, o que é uma enorme mentira. 

"Um dos mitos da privatização: A privatização teria sido “inventada” por duas grandes democracias, EUA e Grã-Bretanha, nos anos 1980s.  É falso. A privatização, como a reencontramos no mundo nos anos 1980s e 1990s, foi instrumento muito usado, antes, pelos regimes fascistas. 

Um fato sobre a privatização: Antes de Reagan e Tatcher [e dos governos da privataria do PSDB-DEM no Brasil de FHC- AÉCIO, a privatização foi objetivo muito empenhadamente buscado pelas elites fascistas – e desde os primeiros passos do fascismo. 

Uma explicação para o fato: As elites controlam a riqueza privada. Com a privatização, as mesmas elites ganham controle também sobre o que, antes da privatização, era riqueza pública. A privatização, além do mais, dá a políticos corruptos (representantes da elite corrupta e corrompedora) uma oportunidade para reaver, em benefício próprio e dos que os apadrinham, o que pagam de impostos [as elites sempre odeiam impostos; haja vista a campanha anti-impostos que vivem a fazer, notadamente pelos veículos da imprensa-empresa (privada), com certeza, pelo menos, no Brasil-2014 ; a privatização assegura meios para comprar, diretamente, patrimônio público. Não é surpresa, pois, que todos os governos fascistas tenham sido ativos privateiros. "

Desta feita,  podemos resumir a modernidade do Aécio e do PSDB, numa frase do fascista Mussulini - o moderno, diretamente de 1921 para os anos 2014:

Os "modernos" que inspiraram o PSDB do Aécio.
“O Estado tem de ter uma política policial, judiciária, militar e estrangeira. Todas as restantes políticas, e não excluo sequer o ensino secundário, devem voltar para a actividade privada dos indivíduos. Se queremos salvar o Estado, temos de abolir o Estado colectivista.” - Mussolini, 21 de Junho de 1921.

Afinal de contas, a modernidade é uma coisa muito antiga.


Deus nos livre do Aécio! Larga D"eu mané dangú! xô desgraça!





Mafarrico Vermelho

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Redesenhar o mapa da Federação Russa: Partição da Rússia após uma III Guerra Mundial?

DESENVOLVIMENTO DO HOMEM E DA SOCIEDADE - Da comunidade primitiva ao fim do feudalismo

O movimento operário e sindical