Pesquisa Mafarrico

Translate

quinta-feira, 30 de junho de 2016

As 40 regras básicas do anticomunismo

As 40 regras básicas do anticomunismo
Texto original em espanhol publicado  no Mafarrico


Nada que venha de "comunistas" é confiável. A não ser que, de alguma forma, possa servir a seu favor, como o "Relatório Secreto" de Khrushchev de 1956 ou qualquer groselha escrita por Trotsky."

"Atrocidades e outras coisas ruins ocorridas em regimes não-comunistas devem ser imputados a "a indivíduos". Qualquer coisa ruim que acontece em um regime "comunista" é culpa da ideologia e do sistema. E de Stalin, é claro."

Que tal algumas pitadas de ironia? Acho esses espanhóis muito divertidos. Qualquer semelhança com práticas "camaradas" no Brasil / Portugal e no mundo, será muy provavelmente mera coincidência. rs.rs.......

1. Insistir constantemente na alegação segundo a qual o marxismo está desacreditado, ultrapassado e totalmente morto e enterrado. Então prossiga na construção de uma lucrativa carreira para superar esta teoria supostamente "morta" durante o resto de sua vida profissional.

2. Lembre-se: qualquer morte não natural que ocorra sob um regime "comunista" é atribuível não apenas aos líderes do Estado, mas também ao Marxismo como ideologia. Ignore as mortes ocorridas pela mesma razão nos países não comunistas.

3. Comunismo e marxismo são o que você quiser que seja. Sinta-se à vontade para rotular países, movimentos e regimes de "comunistas" independentemente de seus objetivos reais, ideologia adotada, relações diplomáticas, políticas econômicas e relações de propriedade.

4. Se houver um conflito envolvendo comunistas, o conflito e todas as consequentes mortes podem ser colocados sobre as costas dos comunistas. Tenha cuidado ao aplicar isso à Segunda Guerra Mundial. Os grupos fascistas que lutaram contra os soviéticos e os partisans comunistas foram bonzinhos, mas tente não louvar abertamente a Alemanha Nazista. Deixe isso para conversas particulares, se você precisar mesmo fazer isso.

5. Você decide o que o Marxismo "realmente significa" e quem foram os verdadeiros representantes do Comunismo. Simule interesse pelo fato de Trotsky  ter "perdido", de alguma maneira, o "poder" nas mãos de Stalin, mesmo que você também o odeie.

6. Fale constantemente de George Orwell. Cite A Revolução dos Bichos ou 1984. Ignore o fato dele nunca ter posto os pés em solo soviético ou o fato de que os dois livros são apenas romances baseados em suposições furadas.

7. Cite números de mortes em massa sem ter em conta a demografia ou a coerência. 3 milhões de mortos pela fome? 7 milhões? 10 milhões? 100 milhões de mortes no total? Você não precisa se preocupar com alguém checando as fontes do seu "trabalho", o que é bom para você, já que você provavelmente não checou nada e não tem fonte nenhuma também.

8. Todo mundo que foi preso sob um regime comunista provavelmente era inocente de qualquer crime. Os comunistas só prenderam poetas inofensivos e profetas políticos que tinham uma bela mensagem para compartilhar com o mundo.

9. Tudo o que Stalin fez ou deixou de fazer tinha uma motivação sinistra escondida. TUDO.

10. Mantendo o espírito do parágrafo 9, lembre-se que Stalin era um ser onipotente, talvez a encarnação do deus hindu Vishnu, que tinha plena consciência de tudo o que ocorria na União Soviética e um controle total sobre todos os eventos realizados entre 1924 e 1953. Tudo o que aconteceu nesta época era da vontade de Stalin. Stalin sabia os detalhes exatos de todos os casos criminais de seu tempo e por causa de sua crueldade sem limites, mandou fuzilar milhares de pessoas inocentes sem razão alguma, independentemente de onde elas estavam ou de suas posições na vida. Sendo onipotente, onisciente e onipresente, ele não dependia de informações passadas para ele por dezenas de milhares de subordinados.

11. Ataque constantemente os regimes "comunistas" por mazelas que ocorrem nos regimes capitalistas hoje em dia e que não existiam quando tais países eram comunistas.

12. Alegue que o marxismo é utópico por causa de sua descrição de uma possível sociedade futura. Alegue alternadamente, o marxismo falhou porque nunca deu uma descrição detalhada de como seria uma sociedade comunista. Não preste atenção na enorme contradição.

13. Comece a se referir ao marxismo como algum tipo de fé religiosa, messiânica, ou qualquer outra bobagem espiritualista que você possa imaginar. Quando as pessoas apontarem que você pode traçar semelhanças entre basicamente qualquer ideologia política e religiões, ignore-as.

14. Lembre-se do duplo ataque anticomunista: ataque o sistema pós-Stalin em termos de economia, alegando que o mesmo simplesmente não funcionou. Uma vez que um oponente bem informado certamente apontará que as políticas econômicas socialistas realmente funcionaram nos tempos de Stalin, e de fato funcionaram muito bem, ataque aquela época com base nos "direitos humanos".

15. Duas palavras - "natureza humana". O que é a natureza humana? Para seus propósitos, a natureza humana é uma explicação rápida do porquê das ideias políticas e sistemas dos quais você não gosta estarem errados.

16. As revoluções bolcheviques foram realizadas com violência e derramamento de sangue. As revoluções burguesas foram todas realizadas através de referendos democráticos, e não houve qualquer tipo de violência.

17. Use as palavras "liberdade" e "democracia" constantemente. Não aceite uma definição desses termos como resposta, jamais.

18. Os comunistas podem estar a favor ou contra qualquer coisa que seja popular em sua área particular. Se você está a se dirigir para uma audiência conservadora, os comunistas são a favor da degeneração e da homossexualidade; se, porém, está se dirigir para uma audiência mais liberal, os comunistas são homofóbicos. Essencialmente, os comunistas são a favor da degeneração moral e da virtude puritana ao mesmo tempo. Novamente, ignore a contradição.

19. Ataque constantemente a Stalin em relação ao Tratado Molotov-Ribbentrop, ignorando o apoio maciço e a colaboração dos  EUA, França e  Grã-Bretanha com a Alemanha nazista, a Itália fascista e o Japão Imperial antes da guerra. E depois também, em diversos aspectos.

20. Glorifique a recém-encontrada "liberdade" no Leste Europeu. Ignore o despovoamento em massa pela emigração, a brusca queda na taxa de natalidade, o aumento dramático nas taxas de mortalidade infantil, os enormes problemas com drogas e álcool, as grandes taxas de homicídio, a criminalidade escalante, a instabilidade política, as guerras civis, as limpezas étnicas, o tráfico de seres humanos e a prostituição infantil, o crime organizado, as altíssimas taxas de suicídio, o desemprego, as doenças endêmicas, etc. Quem se importa com tudo isso quando se tem liberdade de expressão?

21. Fale constante da cultura do medo em países comunistas e sobre o chamado "chute na porta no meio da noite". Ignore o "chute em sua porta no meio da noite, enfiando com uma espingarda nas costas, e arrancando-o  da cama etc. porque você é suspeito de ser traficante ou usuário de drogas", uma ocorrência normal na guerra dos EUA contra as drogas.

22. Ataque os comunistas por sua oposição ao obscurantismo religioso. Ataque aos fundamentalistas islâmicos por não serem seculares. Ignore a contradição.

23. Não entenda a imensa ironia de que os EUA estão atualmente lutando em uma guerra perdida e extremamente cara contra um oponente ao qual financiaram, apoiaram e até deram a sua primeira vitória, no Afeganistão.

24. O que você deve dizer quando se enfrenta com todos os persistentes e, muitas vezes empiorados, problemas do mundo de hoje, e é questionado sobre soluções? LIBERDADE! (Repita quanto for necessário, até seu oponente ir embora ou morrer de tédio).

25. Nada que venha de "comunistas" é confiável. A não ser que, de alguma forma, possa servir a seu favor, como o "Relatório Secreto" de Khrushchev de 1956 ou qualquer groselha escrita por Trotsky.

26. Os líderes comunistas eram "paranoicos" por dedicar tanto tempo à segurança interna e o combate à contrarrevolução. Ignore as montanhas de evidências, incluindo a restauração do capitalismo no Bloco Oriental, de que esta ameaça era bastante real.

27. Os regimes comunistas nunca foram populares. Se houver provas apresentadas em vários casos que mostrem o contrário, alegue que as pessoas sofreram lavagens cerebrais. Não faça o mínimo esforço em considerar as necessidades de custos financeiros e logísticos para a execução de tal tarefa.

28. A propaganda comunista é primitiva. Se alguém mencionar "Red Dawn" de John Milius, ou pior, se alguém mencionar a série de quadrinhos de J. Edgard Hoover conhecida como "This Godless Communist", saia correndo.

29. Louve o secularismo em nome da "liberdade" e do "pluralismo" até ser confrontado por um comunista. Então, tire da manga a carta da religião.

30. Atrocidades e outras coisas ruins ocorridas em regimes não-comunistas devem ser imputados a "a indivíduos". Qualquer coisa ruim que acontece em um regime "comunista" é culpa da ideologia e do sistema. E de Stalin, é claro.

31. Ser um anticomunista significa não ter qualquer tipo de consistência ideológica. Se quiser, pregue um populismo de esquerda pseudo-socialista de 90% do tempo, então compare o sistema capitalista com a "Rússia de Stalin" (se você nunca estudou muito o assunto, apenas leia A Revolução dos Bichos e 1984). Reclame do capitalismo 99% do tempo, porém torça o nariz quando alguém sugerir o comunismo como alternativa. Fascista ultra-direita? Reclame constantemente sobre a degeneração cultural sob o capitalismo, enquanto se mantém fanaticamente contrário ao marxismo sem nenhuma razão discernível, exceto a sua afinidade pelo imperialismo e pelo nacionalismo histórico.

32. Se você é um anarquista, continue apontando o "fracasso" do marxismo enquanto ignora o fato de que sua ideologia tem uma taxa de 100% de fracasso em toda a sua história. Bote a culpa desses fracassos nos comunistas ou em potências militares mais fortes. Ignore o fato de que a mais maravilhosa sociedade é inútil, quando se é incapaz de se defender da reação.

33. Neo-nazi? "O comunismo é judeu!" Fim do debate.

34. Neo-hippie? "Free Tibet!"

35. Condene constantemente o "genocídio" que supostamente aconteceu sob Mao, enquanto ignora as relações dos EUA com a China estabelecidas por Nixon, e o papel gigantesco da China capitalista de hoje em dia em relação à economia moderna dos EUA. Quando você quer falar positivamente da China, esta é um país capitalista; se você precisa de criticá-la, ela ainda é um país "comunista".

36. Alegue que o marxismo não é empírico. Nem o neoliberalismo, a "democracia" ou a "liberdade", mas não precisa se preocupar com isso.

37. Sempre insista que apesar da localidade, país, época histórica, experiência passada, e todos os outros fatores, os comunistas sempre querem recriar uma cópia moderna da "Rússia de Stalin", e tudo isso faz sentido de acordo com você. Ignore a idiotice inerente a este conceito, uma vez que seu país já é parcialmente industrializado e não tem um problema de atraso histórico tão grande quanto a antiga Rússia Imperial...

38. Aprenda a usar a palavra mágica "totalitário". Esta palavra possibilita fazer ligações entre duas ideologias diametralmente opostas, como o comunismo e o fascismo.

39. Ignore o fato de que o número de problemas econômicos e de produtividade enfrentados pelos Estados socialistas históricos é paralelo ao número de reformas de mercado que os mesmos fizeram.

40. Quando contestado sobre números ou contexto histórico, apele para rótulos como "tirano impiedoso", "assassino cruel", entre tantos outros. Lembre-se, pessoas como Stalin eram assassinos em massa por causa de todas as pessoas que eles mataram, e nós sabemos que eles mataram todas essas pessoas porque eles eram assassinos em massa. Lógica pura.


Texto em Espanhol


Nenhum comentário:

Postar um comentário