Pesquisa Mafarrico

Translate

sexta-feira, 13 de junho de 2014

Mobilizações tomam as ruas do Brasil no primeiro dia da Copa do Mundo

Cartoon de Latuff.Mobilizações tomam as ruas do Brasil no primeiro dia da Copa do Mundo
– Calendário das manifestações

por Marcela Belchior [*]

A abertura da Copa Mundial FIFA 2014, que começa nesta quinta-feira, 12 de junho, no Brasil, será marcada por atos públicos em várias partes do país. A expectativa é de que haja mobilização em quase todas as 12 cidades-sede, algumas delas com maior articulação. A pretensão é estar presente nas FIFA Fan Fests, arenas de festas oficial do megaevento para transmissão de partidas e shows, e principais pontos das cidades.

A ideia é levar o debate sobre a série de violações da organização do evento à população e aos visitantes que chegam nesse momento ao país para acompanhar o Mundial. Estão previstos: distribuição de panfletos, passeatas, oficinas de cartazes, dentre outras ações.

Os manifestantes adiantam que deverão fazer atos pacíficos e garantem que a transgressão às regras da Federação Internacional de Futebol (FIFA) será palavra de ordem. "Vamos dialogar com a população e fazer um ato pacífico, lúdico, com muita alegria, animação e orgulho por estarmos mudando o país, mas sem abrir mão de desobedecer as regras da FIFA, pois não são regras para o povo!”, garante o Comitê Popular da Copa da cidade de Brasília, capital do país.

"Não somos contra o futebol, mas denunciamos os absurdos que a FIFA impõe e dos quais o Estado é cúmplice”, destaca o Comitê Popular da Copa de Fortaleza, Estado do Ceará, que promoverá manifestação no dia da abertura dos jogos durante a Fan Fest, na Av. Beira Mar, a partir das 15h. No sábado, 14, será a vez da mobilização se concentrar nas imediações do estádio Castelão, onde haverá jogo da seleção brasileira. "É muito importante que seja socializado que a gente não tem nenhum problema com os jogos; este, na verdade, é o momento menos contraditório de todos”, explica Roger Pires, membro do Comitê, em entrevista à Adital.

No Rio de Janeiro, cidade do encerramento dos jogos e uma das mais visadas do país, o ato "Nossa Copa é na rua” deverá se concentrar a partir das 10h, na Candelária, com saída ao meio-dia em direção à Lapa. Será o primeiro de quatro atos programados para serem realizados na cidade. Em Cuiabá, Estado do Mato Grosso, haverá panfletagem e diálogo com a população da Fan Fest, com concentração a partir das 16h na Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat). No dia seguinte, 13, haverá o ato público "Você foi escalado para manifestar! Copa pra quê(m)?”, com concentração no estádio Dutrinha, a partir das 10h.

"Chamamos a juventude a construir essa jornada assim como construímos as Jornadas de junho do ano passado: com independência política, combatividade, democracia, ação direta e internacionalismo. É de baixo para cima que vêm nossas decisões. Assim, vamos deixando para trás toda a poeira da velha burocracia, assim como fizeram os garis”, convida o Comitê dos Atingidos pela Copa de Belo Horizonte, Estado de Minas Gerais.


Em Recife, Estado de Pernambuco, o ato público de abertura do que a articulação nacional chama de "Copa das Manifestações” promoverá distribuição de panfletos, oficina de cartazes e apresentações culturais, dentre outras atividades. Além das cidades-sede, estão previstas manifestações nas cidades de Taubaté (São Paulo), Juiz de Fora (Minas Gerais), Barreiro (Minas Gerais), Macapá (Amapá), São Luís (Maranhão), Goiânia (Goiás) e Juazeiro do Norte (Ceará). Fora do Brasil, há informações de protestos agendados na cidade de Turim (Itália) e Paris (França).

Megaevento se prepara com força policial 

.

A Assessoria de Comunicação do megaevento divulgou que um total de 180 mil agentes policiais e R$ 1,87 bilhão serão o investimento em segurança durante os jogos em todo o Brasil. Haverá atuação conjunta dos Ministérios da Justiça, Defesa e Casa Civil, assessorada pelo Gabinete de Segurança Institucional (GSI). O sistema integrado de segurança e defesa atuará em 14 estados e no Distrito Federal.

Centros passaram a funcionar nas 12 cidades-sede dos jogos da Copa e outras três cidades onde há centros de treinamento de seleções que disputarão o Mundial — nos estados de Sergipe, Alagoas e Espírito Santo. Tropas das forças de contingência estarão prontas para agir em defesa de estruturas estratégicas em torno dos estádios, como torres de energia e de telecomunicação.

Segundo informações da Mídia Ninja, a Polícia Cívil do Rio de Janeiro já começou a executar uma série de detenções. Na manhã desta quarta-feira, 11 de junho, as ativistas Elisa Quadros (conhecida como Sininho), a advogada Eloisa Samy e o cinegrafista Thiago Ramos, foram presos em casa , e estão sendo levados para investigação na DRCI - Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática. Na última semana em Goiânia, mandatos de busca e apreensão já haviam sido utilizados como forma de cerceamento ao direito de manifestação e tática de coerção contra a parcela da população que pretende manifestar suas indignações durante o evento da FIFA.


CALENDÁRIO PARCIAL DE MANIFESTAÇÕES



Cidade-sede: BRASÍLIA 
15/06 - Suíça X Equador (13h) 
Tema: Saúde, educação e serviços públicos. 
19/06 - Colômbia X Costa do Marfim (13h) 
Tema: Desmilitarização da PM e contra o extermínio da juventude negra 
23/06 - Brasil X Camarões (16h) 
Tema: Saúde, educação e serviços públicos 
26/06 - Portugal X Gana (13h) 
Tema: Direitos das mulheres e da população LGBT 
30/06 - Oitavas de final (13h) 
Tema: Direito à cidade e pela tarifa zero 
05/07 - Quartas de final (13h) 
Tema: Reforma urbana, agrária e demarcação das terras indígenas e quilombolas 
12/07 - Disputa de terceiro lugar (17h) 
Tema: Democratização dos meios de comunicação 

Cidade-sede: SÃO PAULO 
11/06 - Copa Moinho Vivo - O pagode é nosso! (16h) 
Local: Favela do Moinho 
11/06 - Ato pelo direito de greve, contra as demissões do metrô (16h) 
Local: Sindicato dos Metroviários de São Paulo 
12/06 - Ato público (10h) 
Local: Sindicato dos Metroviários de São Paulo 
12/06 - Manifesta junina - Zona livre e do povo (14h) 
Local: Favela do Moinho 
16/06 - Futebol popular do povo da rua (17h) 
Local: Sala São Paulo - Praça Julio Prestes 19/06 - Ato "Não vai ter tarifa / MPL” 
Local: Praça do Ciclista (Av. Paulista) 

Cidade-sede: CUIABÁ 
12/06 - Panfletagem e diálogo com a população na Fan Fest (16h) 
Local: Associação dos Criadores do Mato Grosso (ACRIMAT) (concentração) 
13/06 - Ato "Você foi escalado para manifestar! Copa pra quê(m)?” (10h) 
Local: Estádio Dutrinha (concentração) 

Cidade-sede: RIO DE JANEIRO 
12/06 - Ato "Nossa Copa é na rua" (10h) 
Local: concentração na Candelária e saída até a Lapa 

Cidade-sede: RECIFE 
12/06 - Ato público (11h) 
Local: Praça da Liberdade (Praça do Diário) 
12/06 - Festival anti-fanfest: ato cívico contra a Copa da FIFA (10h) 
Local: Cais José Estelita 

Cidade-sede: FORTALEZA 
12/06 – Abertura da "Copa das Manifestações” (15h) 
Local: Beira Mar 
14/06 - Ato público (12h) 
Local: imediações do estádio Castelão 



Cidade-sede: BELO HORIZONTE 
12/06 - Ato "Copa sem povo, tô na rua de novo!” (12h) 
Local: Praça 7 

Cidade-sede: PORTO ALEGRE 
12/06 - Ato Nacional Unificado "Copa sem povo, estamos na rua de novo!” (12h) 
Local: Prefeitura de Porto Alegre (Praça Montevidéo) 

Cidade-sede: SALVADOR 
12/06 - Ato "Copa sem povo, tô na rua de novo - Resistência contra as injustiças da Copa da FIFA” (10h) 
Local: Praça do Campo Grande 

Cidade-sede: NATAL 
12/06 – Ato público (17h) 
Local: Saída da BR-101 em direção à Arena das Dunas. 
(a confirmar) 
16/06 – Ato Público (16h) 
Local: cruzamento da Av. Bernardo Vieira com Av. Salgado Filho. 
19/06 – Ato público pelo passe livre (horário a confirmar) 
Local:(a confirmar) 
21/06 – Ato público (16h) 
Local: Av. Roberto Freire 

*Até o fechamento desta matéria, não houve confirmação de mobilizações nas cidades-sede Manaus e Curitiba. 


[*] Jornalista da Adital.

O original encontra-se em site.adital.com.br/site/noticia.php?lang=PT&cod=81046 e em pcb.org.br/...


Nenhum comentário:

Postar um comentário