Pesquisa Mafarrico

Translate

sábado, 27 de junho de 2009

Declaração da Frente Democrática no Dia Mundial dos Refugiado



PALESTINA - Heróica e martirizada :


Declaração da Frente Democrática no Dia Mundial dos Refugiado



A Frente Democrática para a Libertação da Palestina (FDLP) reafirma o seu respeito ao direito de retorno, na qualidade de direito nacional sagrado, inegociável e irrevogável, garantido pelo Direito Internacional e pela Resolução 194 das Nações Unidas.

A Frente Democrática rejeita o discurso de Netanyahu sobre a condição de reconhecer o Estado de Israel como um estado judaico, o que significa anular o direito de retorno de mais de 5 milhões de refugiados palestinos, bem como por em perigo, pelos planos racistas de expulsão, mais de 1 milhão e 300 mil cidadãos palestinos que vivem nos territórios anteriores a 1948.

Por ocasião do Dia Mundial dos Refugiados, 20 de junho, a FDLP condena as declarações expansionistas de Netanyahu que apela à criação de um Estado Palestino desarmado, sem Jerusalém, sem o direito dos refugiados palestinos de retornar aos seus lares, de onde foram expulsos, e reflete a política de continuar o colonialismo tanto na Cisjordânia quanto em Jerusalém.

A Frente chama a Autoridade Nacional Palestina para que recuse a negociação com o governo israelita de ultra-direita, até que ele encerre a política expansionista, pare de construir assentamentos e acate as resoluções do Direito Internacional, que garantem o direito do nosso povo à autodeterminação, à criação de um estado palestino independente, com Jerusalém como capital e o retorno dos refugiados.

A Frente demanda aos movimentos Al-Fatah e Hamas o fim da divisão, para proporcionar um clima adequado para o sucesso no diálogo nacional global, agendado para o próximos 7 julho, no Cairo, e assim poder enfrentar as condições e declarações do governo de Netanyahu.

Frente Democrática para a Libertação da Palestina

Faixa de Gaza, 20 de junho de 2009.



Tradução: Dario da Silva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário